Médicos suspendem greve e Bernal percorre postos de saúde neste sábado

Os médicos que atendem pela Rede Municipal de Saúde decidiram em assembleia, por volta das 21 horas desta sexta-feira (28) terminar com a greve da categoria que já durava 15 dias. Eles deram um voto de confiança para o executivo municipal e agendaram uma nova rodada de negociações para os próximos 30 dias. Os médicos voltaram ao trabalho as 7 horas deste sábado.

Prefeito Alcides Bernal ao chegar na sede do Sinmed-MS.
Prefeito Alcides Bernal ao chegar na sede do Sinmed-MS.

Nesta manhã (29), o prefeito Alcides Bernal (PP), visita postos de saúde. Segundo a assessoria, acompanhado de secretários já anunciados ele vai aos postos do Tiradentes e Guanandi e as Unidades de Pronto Atendimento Cel. Antonino e Vila Almeida.

Atualmente a rede municipal de saúde tem 1.200 médicos, que recebem em média R$ 2.580 para cumprir jornada de 20 horas semanais. Os médicos já realizaram duas greves neste ano. A primeira aconteceu em maio, quando foi finalizada com a promessa de discutir a data base no mês de agosto e retornar com as gratificações- cortadas no intuito de conter gastos.

O prefeito destacou que o fim da greve é um momento de grande importância para a cidade. “Percebi o interesse de todos os segmentos para resolver essa situação caótica na cidade”.

Conforme a assessoria de imprensa do Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), a prefeitura pediu um prazo de 30 dias para o cumprimento das demandas da classe – pagamento da folha até dia 5 e retorno dos plantões.

Com a decisão, as unidades de saúde da Capital voltam a atender normalmente neste sábado, com 100% dos médicos. Antes, apenas 30% dos profissionais estava atuando.

Comentários

comentários