Médicos esperam exames de SP para saber sobre morte de Priscilla Sampaio

A causa da morte da jornalista Priscilla Sampaio, da TV Morena, está sendo investigada. Os médicos que a atenderam realizaram cerca de 20 exames de sorologia e de pesquisa de vírus para saber qual doença.

Priscilla Sampaio e o filho Benjamin (Foto: Reprodução/TV Morena)
Priscilla Sampaio e o filho Benjamin (Foto: Reprodução/TV Morena)

Após descartar H1N1 e dengue, os médicos aguardam resultados de exames que foram encaminhados para São Paulo. Os resultados devem sair em duas semanas.

A rápida evolução da doença que ainda não foi diagnosticada foi o que mais surpreendeu os médicos. A possibilidade de Priscilla ter contraído gripe “A” H1N1 ou dengue foi descartada. Um equipamento para facilitar a circulação de sangue nos pulmões foi utilizado pela primeira vez em Mato Grosso do Sul.

A nefrologista Heloísa Fujinaka afirmou que a equipe técnica fez de tudo para salvá-la. Heloísa está muito abalada porque tinha uma relação próxima com a jornalista, que tocou no casamento da médica.

“Foi coberto todos os tipos de infecção, infecção bacteriana, infecções virais, infecções por fungos, isso é o tratamento para uma infecção. Foi dado todo suporte de ventilação mecânica, de drogas para manter a pressão porque ela entrou em um choque séptico”, explicou a nefrologista.

A Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande já foi notificada sobre o caso de infecção grave sem diagnóstico.

A jornalista morreu na madrugada desta quarta-feira. Ela foi internada na manhã de segunda-feira (28) após reclamar de falta de ar e foi diagnosticada com pneumonia.

Priscilla não resistiu e morreu nesta madrugada. Ela era casada e deixa um filho de um pouco mais de um ano de idade.

Com Informações TV Morena

Comentários

comentários