McGregor passa sufoco, mas cumpre promessa e bate Mendes no 2º round

Conor McGregor voltou a mostrar que é um homem de palavra. Durante a semana, ele avisou: ganharia de Chad Mendes no segundo round. E, aos 4m57s do referido assalto, ele se impôs para bater o americano por nocaute técnico e faturou o cinturão interino do peso-pena (até 66kg).
Conor McGregor acerta rosto de Chad Mendes
Conor McGregor acerta rosto de Chad Mendes
É bem verdade que o irlandês passou sufoco. Perdeu o primeiro assalto e perdia também o seguinte, sofrendo para lidar com o wrestling do americano.
O preparo físico pesou para o atleta do Team Alpha Male, que aceitou o confronto apenas 15 dias antes do UFC 189. Cansado, não suportou o poder dos golpes do rival, que o levou à lona e saiu com o braço erguido. No momento do nocaute, a torcida irlandesa delirou no MGM Grand e muitas cervejas foram jogadas para o alto pela multidão enlouquecida.
Após o triunfo, McGregor voltou a criticar José Aldo por ter saído do evento, mas disse estar pronto para enfrentar o brasileiro, campeão linear da divisão até 66kg.
– José Aldo não cumpriu com o que deveria. Já lutei várias vezes lesionado, mas se ele quiser voltar para o UFC, ele pode voltar.
Apesar disso, a postura arrogante foi deixada de lado assim que o árbitro interrompeu o combate. Conor McGregor caiu no choro, emocionado pela vitória diante de tantos compatriotas e, pouco depois, abraçou Chad Mendes.
A luta
A entrada dos dois já dava o tom da grandiosidade do evento. Sinead O’Connor cantou a música de entrada de Conor McGregor. Aaron Lewis entoou a de Chad Mendes. Pouco se ouvia a canção escolhida pelo americano, já que a imensa torcida irlandesa na arena não parava de gritar “ole, ole, ole, ole, Conor, Conor”.
Na encarada, o irlandês não parou de falar com o americano. Assim que Herb Dean determinou o início do combate, McGregor correu na direção de Mendes e entrou com chute rodado alto, que parou na guarda. Chad aplicou a queda, mas Conor ficou de pé rapidamente.
O americano foi para cima, acertou bons socos e chegou a debochar do rival ao segurar um de seus chutes. Mas McGregor começou a controlar bem a distância com chutes e via seu rival andar apenas para trás. Chad Mendes percebeu que não poderia ficar acuado, combinou seus golpes e aplicou linda queda. McGregor se levantou, mas foi golpeado e ficou com um ferimento no supercílio direito.
O irlandês voltou a controlar o centro do octógono, mas foi colocado de costas no chão outra vez. Chad ganhou a meia, passou a guarda e tentou pegar as costas. McGregor colocou a meia-guarda e depois fechou, mas levou uma cotovelada no ground and pound antes do fim do assalto.
Chad começou o segundo round com chute baixo. O americano aparentava cansaço e a primeira tentativa de queda foi fora de tempo. McGregor se defendeu bem e tentou manter o duelo em pé, mas, na segunda investida, o irlandês foi pregado no solo novamente. Conor fechava a guarda, mas não atacava em finalizações, nem encontrava espaço para raspar. Mendes era travado e golpeava quando podia.
Uma série de cotoveladas de baixo para cima de McGregor encontraram a cabeça do americano, que reclamou de supostos golpes ilegais. Chad Mendes seguia seu plano de jogo, mas, ao tentar uma guilhotina, perdeu a posição, e Conor se levantou.
Faltava menos de um minuto para acabar, porém, com o oponente cansado, McGregor aproveitou para cumprir a sua promessa: impôs sua trocação de alto nível, golpeou Mendes, que caiu em posição fetal. Bastaram mais alguns socos até a interrupção de Herb Dean. Nocaute técnico no segundo round. Falou e fez.
globoesporte.com

Comentários

comentários