Marquinhos Trad, vice, vereadores e suplentes são diplomados

O prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD), a vice-prefeita eleita Adriane Lopes (PEN), os 29 vereadores eleitos e os 16 suplentes foram diplomados pela Justiça Eleitoral, na noite desta sexta-feira (16), em Campo Grande. A cerimônia foi realizada no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo.

Marquinhos Trad e a vice Adriane Lopes exibem os respectivos diplomas (Foto: Natália Rios Trad)

“Estou cumprindo minha missão na terra ao ter a oportunidade de administrar Campo Grande. Estamos em um novo momento em que exigirá de cada um de nós a revisão de valores. Estou em busca de parceria. Diálogo com todos que querem uma Campo Grande melhor. Não é momento de disputas mesquinhas. É momento de propostas e ideias. Inclusive críticas construtivas”, declarou.

Marquinhos Trad foi o último a receber o diploma, antecedido pela vice Adriane Lopes. A entrega começou pelos 16 suplentes: Clodoilson Pires (PRB), Dr. Cury (SD), Coringa (PSD), João Henrique (PSDB), Professor Juari (PSDB), Dr. Jamal (PR), Professora Ordália (PV), Professor Roberto Mateus (PDT), Carlos Santos (PDT), Silvio Pitu (PMN), Silvio Mori (PTN), Dr. Wilson Sami (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Professor Francisco (PT), Elbio Santos (PP) e Aluizio Borges (PP).

Depois dos suplentes, foram diplomados os 29 vereadores: André Salineiro (PSDB), Odilon de Oliveira Júnior (PDT), Dr. Loester (PMDB), Gilmar da Cruz (PRB), Dr. Lívio (PSDB), Lucas de Lima do Amor Sem Fim (SD), Papy (SD), Prof. João Rocha (PSDB), Júnior Longo (PSDB), Ademir Santana (PDT), João César Mattogrosso (PSDB), Betinho (PRB), Delegado Wellington (PSDB), Vinicius Siqueira (DEM), Dr. Antonio Cruz (PSDB), Valdir Gomes (PP), Carlão – Comunitário Mesmo (PSB), Veterinário Francisco (PSB), Pastor Jeremias Flores (PT do B), Ayrton Araújo (PT), Chiquinho Telles (PSD), Cazuza (PP), William Maksoud (PMN), Paulo Siufi (PMDB), Dharleng Campos (PP), Enfermeiro Fritz (PSD), Otávio Trad (PTB), Eduardo Romero (REDE) e Enfermeira Cida Amaral (PTN).

Paulo Siufi não compareceu, mas a diplomação foi feita por um procurador ao final da cerimônia. Ele é suplente de Marquinhos na Assembleia Legislativa e deve assumir a cadeira de deputado estadual no próximo ano.

Representando os vereadores, Salineiro, que foi o mais votado nas eleições, fez o discurso. “Ser vereador não nos torna superiores, mas nos torna iguais por prestar todos os dias serviços à sociedade”, afirmou.

Antes do encerramento da solenidade, pouco antes das 21h (de MS), o juiz da 36ª Zona Eleitoral, David de Oliveira Gomes Filho, fez pronunciamento. “O Estado age com grande paternalismo, pois demora a punir e depois abranda a pena”, declarou durante o discurso.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), a diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo. (Com Informações G1)

 

Comentários