Marqueteiros dizem que Delcídio, Zeca e Vander usaram caixa 2 em campanha

Jackson Nogueira

O ex-senador Delcídio do Amaral e os deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet (PT), foram citados pelos marqueteiros João Santana e Mônica Moura de realizarem campanhas com pagamento de caixa dois.

Mônica Moura disse que, em 2002, o então candidato ao Senado pelo PT Delcídio do Amaral exigiu que parte do pagamento de sua campanha fosse feita fora do país.

O primeiro acerto foi feito na casa de Delcídio em Campo Grande, conforme o G1 publicou. Segundo Mônica, João Santana foi convidado, de forma inusitada, a conversar dentro da sauna pois claramente Delcídio queria preservar informações quanto a valores e forma de pagamento.

A campanha custou R$ 4 milhões. Metade foi declarada à Justiça Eleitoral. A outra parte foi transferida de uma conta fora do país para a conta Shellbill na Suíça, de João Santana.

A assessoria do ex-senador Delcídio do Amaral disse que as declarações não são verdadeiras nem têm o menor fundamento.

Em resposta a citação, o deputado Zeca do PT disse que nunca autorizou qualquer repasse à delatora.

Já Vander Loubet disse que as declarações de Mônica Moura não correspondem à verdade e que todos os pagamentos da campanha dele foram dentro da lei e aprovados pela Justiça Eleitoral.

Comentários