Mario Cesar perde novo recurso no TJ e continua afastado da Câmara

Por maioria, 4 a 1 , os desembargadores da Seção Criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) rejeitaram, na manhã desta quarta-feira, mais um recurso interposto pelo vereador e presidente afastado da Câmara Municipal de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), que pedia o retorno ao Legislativo.

Foto página Brazil Arquivo
Foto página Brazil Arquivo

De acordo com a assessoria do Tribunal, apenas o desembargador Romero Osme Dias Lopes foi favorável ao parlamentar. Os demais acompanharam o voto do relator, desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva.

Mario Cesar foi afastado em 25 de agosto, após decisão de Bonassini que acatou pedido de afastamento, formulado pelo MPE (Ministério Público Estadual), diante de fortes indícios de uso da “função pública para atender interesses pessoais, praticar delitos de corrupção ativa e passiva juntamente com vereadores e empresários locais, além de outros delitos”.

O parlamentar é investigado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), que deflagrou a Operação Coffe Break, suspeito de receber vantagens e aliciar colegas no suposto esquema de corrupção que culminou na cassação do prefeito Alcides Bernal (PP).

Comentários

comentários