Marçal deixa programa de rádio e anuncia pré-candidatura a vereador

O radialista Marçal Filho (PSDB) fez seu último programa à frente da rádio 94FM na quarta-feira (29). Ele deixa a emissora para se dedicar a pré-candidatura a vereador de Dourados nas eleições municipais de outubro.

Ex-deputado federal Marçal Filho (Foto: Divulgação )
Ex-deputado federal Marçal Filho (Foto: Divulgação )

Em seu último programa, que leva o seu nome, Marçal fez o anúncio que seria na manhã de hoje seu último dia na rádio, surpreendendo seus ouvintes. Ele era cogitado para ser vice-prefeito na pré-candidatura de Geraldo Resende, atualmente deputado federal.

“Não sirvo para ser vice. Fui sondado para ser vice de Geraldo, mas não aceitei. Já tive essa experiência com Marisa Serrano e não gostei”, disse ao Dourados Agora.

Marçal declarou que, como titular, pode representar melhor Dourados em relação a vice, que só assume á frente quando o titular permite.

Ele não vê problema algum voltar concorrer a um cargo ao qual exerceu quando iniciou sua carreira política, em 1992. “É preciso ter humildade, não é porque fui deputado federal que não posso ser vereador novamente. É claro que minha intenção era concorrer a prefeitura de Dourados”, argumentou.

Marçal Filho era cotado para ser o pré-candidato a prefeito pelo PSDB, no entanto, como o deputado federal Geraldo Resende deixou o PMDB e ingressou no início deste ano no ninho tucano, o radialista perdeu espaço.

Hoje é o último dia para as emissoras de rádio e televisão transmitirem programas que sejam apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições municipais deste ano. A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado por uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral.

Marçal Filho diz que o cargo de vereador é importante e que diante a experiência política que tem de pouco mais de duas décadas, terá condições de contribuir com Dourados.

“Independente do cargo que se exerça, tendo a oportunidade de ajudar o município, isso é o que importa. E não tenho orgulho quanto a isso, de ser pré-candidato a vereador mesmo já tendo exercido mandatos como deputado federal”, concluiu.

O radialista, sócio-proprietário da 94FM, iniciou sua carreira política em 1992 como vereador. Como primeiro suplente a deputado federal, ingressou na Câmara dos Deputados em 1997, sendo eleito ao mesmo cargo no ano depois. Em 2002, foi candidato a vice-governador de Marisa Serrano, mas perderam as eleições para Zeca do PT.

Em 2009 retornou para a Câmara Federal, permanecendo até 2014, quando não conseguiu se reeleger ao mesmo cargo. Abalado com a derrota, Marçal anunciou naquele ano a sua aposentadoria no meio político, mas depois voltou atrás. (Dourados Agora)

Comentários

comentários