Manifesto contra visita de Trump ao Reino Unido reúne milhão de assinaturas

Um manifesto que pede ao governo britânico que anule a visita de Estado do presidente americano Donald Trump superou nesta segunda-feira (30) um milhão de assinaturas, em plena polêmica por suas medidas contra refugiados e imigrantes.

Manifestantes carregam cartazes contra Trump, em Trafalgar Square, em Londres, em 21 de janeiro (Foto: Neil Hall/ Reuters)

“A bem documentada misoginia e vulgaridade de Donald Trump o desqualifica para ser recebido por sua Majestade ou o príncipe de Gales”, afirma a petição.

O governo britânico, no entanto, respondeu que a visita está confirmada, apesar da rejeição dos signatários do manifesto e de vários políticos, incluindo conservadores, indignados com o decreto de Trump que proíbe a entrada nos Estados Unidos de refugiados e imigrantes de sete países de maioria muçulmana.

“Apresentamos o convite. Foi aceito”, se limitou a responder nesta segunda-feira a porta-voz da primeira-ministra Theresa May, que na semana passada foi a primeira governante estrangeira recebida por Trump na Casa Branca, no momento em que Londres busca acordos comerciais para substituir sua relação com a União Europeia (UE) depois de decidir abandonar o bloco.

Os signatários desejam que o status da visita seja rebaixado. Os convidados a uma visita de Estado são hóspedes da rainha no Palácio de Buckingham durante duas noites e desfrutam de um procedimento protocolar maior. O Mall, a avenida que leva ao palácio, é enfeitado com grandes bandeiras do país do visitante, que chega ao local de carruagem acompanhado pela rainha.

A data da visita de Trump ainda não foi estabelecida, mas segundo especulações pode acontecer em junho ou julho.

Do G1

Comentários