Manifestantes ocupam sede do Incra em ato por reforma agrária

Na tarde desta segunda-feira (1), cerca de 100 integrantes da FNL (Frente Nacional de Luta, Campo e Cidade) ocupam a sede o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), na Rua 25 de Dezembro, região central de Campo Grande.

Ocupação começou na tarde desta segunda-feira Foto Paulo Francis
Ocupação começou na tarde desta segunda-feira Foto Paulo Francis

Segundo uma das lideranças do FNL, José Mezza Martins, Estados como Tocantins, são Paulo, Mato Grosso tiveram reforma agrária nos últimos 60 dias. “Já MS aguarda há pelo menos 7 anos”, afirmou ao contar que a ocupação, autointitulada de ‘Carnaval Vermelho’, acontece simultaneamente em outros dez Estados brasileiros, em decorrência de uma reunião que acontece nesta segunda-feira (1º), em Brasília, entre o Incra, MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) e Ministério das Cidades, com o fim de discutir o processo de reforma agrária no país.

Ele destaca que a ocupação é pacífica, e conta que hoje alguns funcionários do Incra ainda trabalham, mas amanhã, com a chegada do restante do grupo não deve vir ninguém do Instituo trabalhar.

Cerca de 100 integrantes da FNL ocupam a sede o Incra Foto Paulo Francis
Cerca de 100 integrantes da FNL ocupam a sede o Incra Foto Paulo Francis

Até o fim da tarde, manifestantes de Terenos, Anastácio, Jardim e Nova Alvorada devem chegar à Capital para participar da ação.

Comentários

comentários