Manifestação e tumulto tomam conta de aeroporto em protesto contra Lula; assista

Uma manifestação contra Lula toma conta do saguão do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde o ex-presidente estaria depondo na 24ª fase da Operação Lava Jato, na manhã desta sexta-feira (4).

O tumulto acontece em frente à Polícia Federal, dentro do aeroporto, onde dezenas de pessoas se aglomeram e protestam pedindo a prisão de Lula.

Assista ao vídeo:

Nova fase da Operação Lava Jato chega ao ex-presidente Lula

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) a 24ª fase da Operação Lava Jato e cumpre mandados nos endereços do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do seu filho, Fabio Luiz Lula da Silva. O Instituto Lula confirmou que há agentes também em sua sede no Ipiranga, no sudeste da capital paulista.

A reportagem apurou que há mandado de condução coercitiva contra Lula e contra o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto.

A Operação foi batizada de Aletheia em referência a expressão grega que significa busca da verdade. Cerca de 200 policiais estão nas ruas e 30 auditores da Receita para cumprir 44 ordens judiciais, entre elas 33 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

A Rua Pouso Alegre, no Ipiranga, na região sudeste de São Paulo, está bloqueada na área onde fica o Instituto Lula desde às 6 horas desta sexta-feira, 4. Ao menos 10 homens do Comando de Operações Táticas (COT) da Polícia Federal fazem o isolamento do local. O delegado da PF que acompanha a ação no Instituto, Renato Lima, disse que não estava autorizado a passar informações.

A operação foi deflagrada com base em investigações sobre a compra e reforma de um sítio em Atibaia frequentado pelo petista, o fato de sua mudança ter sido transportada para o local e a relação desses episódios com empreiteiras investigadas na Lava Jato, além da relação dele com um tríplex no Guarujá reformado pela OAS.

Comentários

comentários