Mandetta diz que DEM está de portas abertas para Nelsinho

O Deputado Federal Luiz Henrique Mandetta presidente regional do DEM, declarou na manhã desta segunda-feira(15), ao portal de notícias Pagina Brazil que ‘o DEM está de portas abertas para o ex-prefeito Nelson Trad Filho” declarou. Nelsinho desfiliou-se do PMDB na última sexta-feira (12).

Mandetta considera Nelsinho um dos melhores prefeitos de Campo Grande
Mandetta considera Nelsinho um dos melhores prefeitos de Campo Grande Foto Paulo Francis

Mandetta acredita que em relação a saída de Nelsinho do PMDB, não há nenhum culpado nem inocentes, “simplesmente foi uma relação que se esgotou, e de forma natural as lideranças procuram outros espaços. Isso é natural da democracia, todos da família Trad passaram pelas urnas. Eu acredito que seria muito bom a vinda do Nelsinho para o nosso partido. O Democratas está de portas abertas para um debate franco com o município, estado, quanto do pais”, afirma Mandetta, lembrando que outras legendas também deve estar de braços abertos para recebê-lo. “Ele foi um dos melhores prefeitos que Campo Grande já teve. Ele tem um grande trabalho social”, emendou.

O deputado vê um momento de grande discussão politica de Campo Grande e tanto Nelsinho, como o ex-deputado federal Fabio Trad e principalmente o deputado estadual Marcos Trad, que é um forte nome para prefeito da Capital nas próximas eleições, tem muito a dizer para a politica de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande.

O presidente do DEM diz inda que ainda não houve uma conversa especifica sobre o assunto com o ex prefeito mas conta que o partido estará sempre aberto para aqueles que queiram construir uma politica decente e ética como é o caso de Nelsinho Trad.

Fábio Trad abriu mão de sua filiação no PMDB para seguir novo destino político, em partido existente ou novo. A medida anunciada no Facebook no dia 10 de fevereiro deste ano, considerou o agravamento da falta de “coerência” e “ infeliz resultado eleitoral” que o colocou como suplente nas eleições do ano passado.

Já o deputado estadual Marquinhos Trad mais uma vez mostrou descontentamento com o partido e disse em 28 de abril que só ficaria no PMDB se fosse presidente municipal e se tivesse o comando da sigla.

Para Marquinhos esta é uma forma do partido mostrar confiança nele, apesar de ele declarar não ter confiança no PMDB. “Nunca fui prestigiado dentro do partido. É público e notório que o André (Puccinelli) não gosta da família Trad”, afirmou na época

FIM DA RELAÇÃO

Após 24 anos dividindo histórias em um mesmo grupo político, Nelsinho Trad seguiu o conselho doo irmão caçula, Fábio Trad e “rompeu a relação” com o ex-governador André Puccinelli (PMDB) ,Na sexta-feira, Nelsinho emitiu uma nota em seu Facebook respondendo as declarações do ex-padrinho. Em um trecho da nota, o ex-prefeito disse que “na vida é muito melhor ser traído, do que ser o traidor”.

Paulo Francis

Comentários

comentários