Mais de 800 membros da Al Qaeda morrem em ofensiva militar no Iêmen

Mais de 800 membros da Al Qaeda morreram em uma ofensiva militar no sul do Iêmen. O anúncio foi feito hoje (25) pela coligação liderada pela Arábia Saudita que combate os extremistas em solo.

“A operação resultou (…) na morte de mais de 800 membros da Al Qaeda e alguns dos seus líderes e pela fuga de outros” combatentes, disse o comando da coligação em um comunicado divulgado pela agência oficial saudita SPA.

yemen

A ofensiva do Exército do Iêmen contou com o apoiado de forças especiais da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e tinha como objetivo permitir ao governo iemenita “recuperar o controle das cidades que estavam nas mãos da Al-Qaeda, especificamente, Moukalla, considerada um reduto do grupo”, acrescenta o comunicado.

As forças armadas do Iémen recuperaram Moukalla no domingo, controlada pela Al-Qaeda desde abril de 2015, disse um responsável militar à agência de notícias francesa AFP.

Agência Brasil

Comentários

comentários