Mais de 10 mil pessoas atendidas na Caravana da Saúde em Jardim

Entre 10 e 12 mil pessoas foram atendidas da oitava edição do projeto Caravana da Saúde promovido pelo governo estadual, concluída na manhã de sábado (20) na microrregião de Jardim (Bela Vista, Bonito e Caracol, Guia Lopes da Laguna e Porto Murtinho), sudoeste do Estado, receberam desde terça-feira (16), atendimento através de consultas médicas, exames e intervenções cirúrgicas.

Foto Chico Ribeiro
Foto Chico Ribeiro

O projeto que tem como principal objetivo reduzir as filas de espera por atendimento em consultas, exames e intervenções cirúrgicas na rede pública de saúde – que muitas vezes chegam a durar vários anos -, através das etapas realizadas nas cidades-pólo das onze microrregiões de Mato Grosso do Sul.

Cirurgias, consultas e exames

Segundo a coordenação da Caravana da Saúde, a edição da cidade de Jardim da Caravana da Saúde realizou 2.042 cirurgias, entre oftalmológicas (1.800) e hospitalares (242), nas especialidades em urologia e colecistectomia, cirurgia geral e ortopedia entre outras, no Hospital Marechal Rondon.

Na estrutura montada no Centro de Jardim, ainda foram realizadas 5.500 consultas oftalmológicas e mais 950 consultas em várias especialidades médicas, como cardiologia, angiologia e cirurgia vascular; otorrinolaringologia, neurologia e urologia; dermatologia e ortopedia; oftalmologia e nutrição; cerca de 1.000 exames complementares, entre tomografia, ultrassonografia, mamografia e outros; e o tratamento odontológico de 100 pacientes, com procedimentos de extração e restauração, limpeza e exame clínico de prevenção do câncer.

Prevenção ao câncer

Esta ação foi incluída no programa através da parceria com a Associação Brasileira de Odontologia de Mato Grosso do Sul (ABO) e Conselhos Federal e Estadual de Odontologia. Segundo especialistas, o câncer de boca é tão agressivo quanto os demais cânceres, mas pode ser prevenido com facilidade a partir da informação à população sobre o auto-exame, através do apalpar das bochechas e observação de glândulas, lábios e gengivas, principalmente na escovação dos dentes.

Outras entidades da sociedade civil parceiras da Caravana da Saúde, como o Hospital do Câncer de Barretos e o Sesi também incluiram entre os serviços oferecidos a realização de consultas e exames para prevenção de vários tipos de câncer. Sesi e Sesc, que ofereceram serviços que iam de atendimento odontológico à disponibilização de livros através de uma biblioteca itinerante do Sesc, são exemplos das 30 instituições da sociedade civil parceiras da Caravana da Saúde.

Parcerias

Órgãos governamentais e da sociedade civil participaram do evento, como o Hemosul (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul), que promoveu a coleta de sangue durante o evento).

A oitava etapa da Caravana da Saúde ainda contou com serviços de emissão de documentos através do Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, que emitiu no sábado 100 novas carteiras de identidade e atendimento na área jurídica, através de stands do Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública. As forças de Segurança também apoiaram o evento, através de equipes do Exército Brasileiro e das forças auxiliares: Corpo de Bombeiros, polícias Militar, Ambiental e Civil e Polícia Rodoviária Federal.

Combate ao Aedes Aegypti

Outro dos focos da Caravana da Saúde em sua oitava etapa no município de Jardim foi o combate ao mosquito Aedes Aegypti, com a realização de um mutirão de limpeza na região onde está foi montada a estrutura de atendimentos e nos nos maiores bairros da cidade, como a Vila Angélica I e II, envolvendo mais 400 profissionais no trabalho de limpeza, em que veículos da Agesul e do Exército foram utilizados na limpeza de terrenos e no recolhimento de lixo acumulado da região.

A ação compreendeu ainda a conscientização de moradores sobre os cuidados contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, febre chikungunya e febre zika e febre amarela. A ação contou com o engajamento de servidores da Secretaria de Estado de Saúde e a parceria da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Exército, Maçonaria, Lyons Clube e Rotary Clube.

Balanço

De acordo com o governo do Estado, os serviços levados pelo Caravana da Saúde, pelos municípios de Coxim, Ponta Porã e Três Lagoas; Paranaíba e Corumbá, Nova Andradina e Naviraí – antes da etapa de Jardim – já haviam atendido 63.042 pessoas das sete cidades e nos municípios dessas regiões, que passaram por mais de 250 mil procedimentos, entre eles, 16.600 cirurgias oftalmológicas e 4.000 cirurgias hospitalares em diversas especialidades.

Depois de Jardim, as próximas etapas da Caravana da Saúde serão realizadas em Aquidauana, Dourados e Campo Grande, com datas a serem confirmadas a partir do mês de abril, concluindo o esforço concentrado do programa nas 11 microrregiões de Mato Grosso do Sul.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários