Maior jornal da Espanha detona Neymar: “Adolescente em eternas férias”

ESPN / SF

Em reportagem publicada nesta terça-feira, o jornal El País, que é o maior e mais importante da Espanha, contou bastidores da vida festeira de Neymar desde os tempos de Barcelona, em um lifestyle que depois migrou para Paris com sua ida ao PSG.

Neymar chega para sua festa de aniversário, no Pavillon Cambon, em Paris. Foto: EFE

Na análise do diário, o brasileiro tenta realizar seu sonho de se tornar o melhor jogador do mundo, ao mesmo tempo em que vive ao lado de seus familiares e “parças” como “um adolescente em eternas férias de verão” na capital francesa.

“Neymar é protagonista de um experimento pioneiro na indústria do futebol. Ele foi o primeiro jogador cuja transferência ultrapassou a marca de 200 milhões de euros; é o primeiro jogador que contratam com a missão de transformar um time de segundo escalão em uma potência na Champions em um prazo de duas ou três temporadas; e é o primeiro jogador que desde que tinha 25 anos aspira tornar-se o melhor jogador do mundo ao mesmo tempo em que conduz sua vida como se fosse um adolescente em eternas férias de verão”, diz o jornal, em trecho do artigo.

De acordo com o El País, Neymar não gosta do clima de Paris, já que “o inverno está sendo extremamente frio e chuvoso”, por isso, encheu sua casa de pessoas conhecidas para ter o mesmo “calor” que tinha nos tempos de Barcelona.

“Há alguns anos, Neymar convidou Javier Mascherano para jantar em sua mansão em Castelldefels [cidade da grande Barcelona]. O argentino foi, convencido de que o colega queria conversar com ele em particular. Quando atravessou a porta, descobriu que na sala de seu anfitrião havia uma multidão”, conta o jornalista Diego Torres na matéria.

“Era um enorme grupo de amigos, conhecidos e curisos que, além de praticamente morarem ali, viviam se entretendo, em um estado de contínua exaltação. Quem viu a cena conta que Mascherano ficou atônito e deu uma advertência a Neymar: ‘Se você continuar fazendo isso todos os dias, sua carreira será curta'”, completou.

De acordo com a reportagem, Neymar manteve seu estilo de vida bagunceiro em Paris, mesmo com a difícil missão de transformar o PSG em um grande clube europeu sendo jogada nas suas costas.

A análise é que o atacante na verdade não se preocupa com nada – ou ao menos finge não se importar.

“O desafio de Neymar é enorme, e já o obriga a eliminar o Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões, em confronto que começa a ser disputado nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu. Ele encara essa partida como se nada lhe preocupasse, ou como se fingisse que nada lhe preocupa. A jovialidade é imperativa. É sua regra não escrita, e só tem validade se pode ser exibida em público ou em suas agitadas redes sociais”, ressalta.

O diário ainda define o brasileiro como um “transgressor”, principalmente em relação ao técnico do PSG, o espanhol Unai Emery, por quem as imprensas da Espanha e da França garantem que o camisa 10 não tem qualquer respeito.

“Entre imagens da Nike, Gillette, Panasonic, Red Bull, Replay Jeans ou Gaga Milano, Neymar se agita no epicentro de um terremoto socioeconômico, mas se empenha em parecer cuidadosamente relaxado […] Ele adora provocar acontecimentos que induzem à transgressão, como convidar seu treinador a uma festa de aniversário que só terminará dois dias depois. É um recado que ele faltará a um treino e a uma partida, que, por suposto, seus companheiros de equipe terão que jogar”, define.

Emery até foi à festa, mas disse que foi embora assim que cortaram o bolo…

Comentários