Maia vê ‘falta de organização’ do governo e diz que foi ‘erro’ CCJ não votar Previdência

G1/JP

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avaliou como um “erro” a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) não ter votado a reforma da Previdência nesta semana. Para Maia, faltou organização do governo.

A votação na CCJ estava marcada para esta quarta (17). Na última segunda (15), porém, o governo anunciou um acordo para adiar para a próxima semana. Mesmo assim, deputados aliados se articularam para tentar antecipar a votação. Mas a votação ficou para a próxima semana.

“Acho que foi um erro, faltou organização do governo ali, mas semana que vem retomam os trabalhos”, afirmou Rodrigo Maia.

O presidente da Câmara entrou na articulação política na noite de terça-feira junto com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para tentar fazer com que a votação acontecesse ainda nesta quarta-feira. Mas deputados do “Centrão” e da oposição conseguiram se articular e adiaram a votação.

Nos bastidores, a operação foi atribuída ao PP e ao PR, partidos que têm se queixado da relação do governo com os deputados. Para aliados do Planalto, parlamentares desses partidos querem cargos e emendas em troca do apoio à reforma da Previdência.

Comentários