Mãe deixa bebê em Ceinf e criança passa mal sendo internada em estado grave

Lúcio Borges

O Ceinf (Centro de Educação Infantil) Cristo é Vida, na Vila Popular, região Oeste de Campo Grande, passou por uma grande problema na manhã desta quarta-feira (5), com uma bebê de um ano e meio passando bem mal, logo após ser deixada pela mãe. A menina foi socorrida em estado grave após passar mal no local, sendo encaminhada ao hospital pela manhã, em situação de emergência. A saúde da criança, ainda no momento, inspira cuidados e atenção especial.

A mãe da menina, de 23 anos, foi chamada e chegou dizendo a direção do Centro, que a filha estava gripada há dois dias, com coriza e fazendo inalação. Mas, ela não havia informado o estado da criança ao Ceinf, como é recomendado. A direção do local informou que a menina até aparentava estar normal, onde brincava como faz diariamente. Contudo, de repente quando começou a vomitar uma secreção parecida com catarro, já em minutos, desmaiou e perdeu a consciência.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou a criança para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. No posto, a menina foi entubada e a equipe médica tentou estabilizar o quadro dela para fazer a transferência para a Santa Casa de Campo Grande. Logo após, a prefeitura de Campo Grande, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que o estado de saúde da bebê, seria grave e inspira cuidados.

A mãe alegou que a filha estaria gripada há dois dias, onde ontem à noite fez inalação, mas conseguiu dormir bem. “Não entendo o aconteceu. Hoje ligaram da creche dizendo que a minha filha estava passando mal. Quando cheguei, a encontrei pálida com os olhos paralisados”, conta a jovem que está grávida de cinco meses.

Informações da Saúde

Conforme nota enviada à imprensa, a criança está gripada e a mãe afirmou ter administrado um expectorante antes de levá-la ao Ceinf, e que a professora percebeu que a menina se engasgou com a própria secreção enquanto dormia.

A pedagoga teria realizado o procedimento de primeiros socorros até a chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), quando a bebê fora encaminhada para a UPA da Vila Almeida consciente e orientada, apesar de ter desmaiado.

A nota segue esclarecendo que para estabilização do quadro de saúde, todos os procedimentos necessários foram realizados  pelos três médicos pediatras que estavam de plantão na unidade.

O sistema de Saúde não informou o que houve realmente com a criança ou o que a “atacou” nesta manhã. Mas, aponta que o estado da menina é grave e “inspira cuidados”.

Comentários