Macron convoca G7 para discutir queimadas na Amazônia

Da Redação

É uma crise internacional, disse presidente francês em sua rede social (Foto: Dimitar DILKOFF / AFP PHOTO)

O presidente da França, Emannuel Macron, convocou por meio de sua conta pessoa no Twitter os países membros do G7 para discutir as queimadas na Amazônia. O tema deverá ser tratado na cúpula que acontece neste final de semana, em Biarritz, na França.

Em postagem na rede social, acompanhada pela imagem de uma floresta em chamas, na tarde desta quinta-feira (22), Macron lembrou que 20% do oxigênio do planeta é produzido na floresta brasileira.

 “Nossa casa está queimando. Literalmente. A Floresta Amazônica – os pulmões que produzem 20% do oxigênio do nosso planeta – está em chamas. É uma crise internacional. Membros da Cúpula do G7, vamos discutir em dois dias este tema emergencial!” – diz a postagem.

Ainda nesta quinta-feira, 52 organizações da sociedade civil reagiram à fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que afirmou na quarta-feira (21) que ONGs podem estar por trás de queimadas na Amazônia.

Em carta aberta entregue no Palácio do Planalto, essas organizações, que fazem parte do Pacto Pela Democracia, dizem receber com indignação as manifestações do presidente e que atribuir a terceiros a autoria de eventos pelos quais se é responsável é “prática tão comum quanto nefasta”.

Comentários