Lula diz que vai se entregar: ‘Vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá’

ESTADÃO/JN

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva disse em discurso que vai se entregar à Polícia Federal. “Eu vou cumprir o mandado (de prisão contra ele) e vocês vão ter que se transformar, cada um de vocês vai se chamar Chiquinha, Zezinho, e todos vocês vão virar Lula e vão andar por esse país e vão ter que saber.” Lula está com a prisão decretada no caso tríplex do Guarujá desde quinta-feira, 5. Neste sábado, 7, ele deve se entregar à PF, após negociações. “Eu não estou escondido.”

Foto REUTERS/Leonardo Benassatto

Lula fez discurso de quase uma hora, após missa em homenagem à sua falecida esposa, Marisa Letícia. Reafirmou inocência e reforçou críticas à imprensa e à Lava Jato. “Eu sairei desta maior, mais forte, mais verdadeiro e inocente, porque quero provar que eles é que cometeram um crime político.”

“Quero chegar e falar para o delegado que estou à sua disposição e a história daqui a alguns dias vai provar que quem cometeu crime foi o delegado que me acusou, o juiz que me julgou e o Ministério Público que foi leviano comigo.”

Sem citar sua pré-candidatura à Presidência, o petista convocou os militantes a se tornarem “novos Lulas” pelo País. “Não adianta eles acharem que vão fazer que eu pare. Eu não pararei porque eu não sou um ser humano. Eu sou uma ideia”, disse, aplaudido pela multidão. E terminou o discurso chamando ao seu lado os pré-candidatos do PSOL e do PC do B, Guilherme Boulos e Manuela D’Ávila, “jovens representantes da nova geração”.

“Vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá”, afirmou, na frase final,

Comentários