Lucão admite “moral” após eliminar Cruzeiro, mas pede pés no chão ao Taubaté

Gazeta Esportiva.com

Lucão projetou a grande final da Superliga (Foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic)

Em sua primeira temporada vestindo a camisa da EMS Taubaté Funvic, o central Lucão já tem bons motivos para comemorar. Campeão paulista com a equipe ainda em 2018, ele agora celebra a classificação para a final da Superliga masculina de vôlei 2018/2019.

Esta será a segunda decisão consecutiva do central de 33 anos, que defendia o Sesi-SP, justamente o adversário da equipe taubateana na série final que começa no próximo dia 23. O atleta destacou seus ex-companheiros, o substituto Éder e se colocou à disposição para ajudar o time do interior com as estratégias utilizadas pelo clube em que defendeu até o final da última temporada.

“Já trabalhei com praticamente aquela equipe toda, mesmo os que não foram meus companheiros no Sesi, foram meus companheiros em outros times, que é o caso do Éder, que me substituiu quando vim para o Taubaté. É um time que eu conheço bem, e no que eu puder ajudar, claro, eu vou. Mas hoje em dia todo mundo conhece todo mundo, todos os jogos estão aí na TV ou na internet. O que espero mesmo é agora conquistar essa Superliga pelo Taubaté”, disse.

O Taubaté eliminou o Cruzeiro com autoridade na semifinal, fazendo 3 a 0. Apesar do resultado expressivo conquistado diante dos mineiros, Lucão admitiu que o placar dá moral, mas pediu pés no chão para a decisão diante do Sesi-SP. “Sem dúvidas vencer o Sada Cruzeiro em três partidas seguidas nos dá moral, já que eles são uma equipe que vinha hegemônica, sempre com um grande plantel e sempre dificultou muito para todas as equipes, especialmente em playoffs”, analisou.

“Ter vencido da forma como foi, com três a zero, mas em três jogos muito equilibrados, com parciais altas em que qualquer uma das duas equipes poderia ter vencido, dá moral sim. Mas essa moral acabou agora, porque a final é outra história, é contra o Sesi e com certeza não vai ter nada fácil nos esperando do lado de lá”, completou.

O primeiro jogo da série melhor de cinco da final da Superliga está programado para a próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Ginásio da Vila Leopoldina.

Comentários