Livro sobre sono e qualidade de vida é lançado na UEMS/CG

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Na noite de ontem (29), o professor do curso de medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), José Carlos Souza, juntamente com biólogo e fonoaudiólogo Anderson Borges de Carvalho, lançaram o livro “Sono e Qualidade de Vida”, na unidade da UEMS de Campo Grande. Baseado em pesquisas de Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado, que foram realizadas com estudantes, motoristas de caminhão e população em geral da capital e do interior do estado, o livro traz dados recentes sobre os distúrbios do sono, suas causas e como isso influencia a qualidade de vida dos indivíduos.

“A qualidade de vida que gente coloca no livro é a percepção de cada um, das suas expectativas, preocupações, posição na vida. Porque, às vezes, o que é qualidade de vida pra mim, pode não ser pra você. Por exemplo, uma boa qualidade de vida para uma pessoa matutina como eu, é ter mais atividades pela manhã”, explicou o professor José Carlos Souza, que é Psiquiatra, PhD em Saúde Mental e especialista em medicina do sono.

Essa é a segunda edição do livro e traz dados recentes, atualizados em parceria com o fonoaudiólogo Anderson Borges de Carvalho. “O livro traz muitos dados, mas com uma linguagem acessível. Ele fala de insônia, que é um dos distúrbios do sono que mais afeta a população, mas levando para qualidade de vida”, comentou Anderson.

Uma novidade apresentada na pesquisa contida no livro é o avanço nos tratamentos farmacológicos que envolvem distúrbios do sono. “Antes se usava medicamentos que causavam dependência. Hoje os hipnóticos, chamados de soníferos, já não trazem tanta dependência como antes, e alguns nenhuma. As pessoas podem fazer o tratamento sem ter problema de dependência”, afirmou José Carlos.

Inovação em métodos de ensino

O professor José Carlos Souza coordena a disciplina de tutoria no curso de medicina da UEMS, em Campo Grande. Seus estudantes estão realizando uma pesquisa sobre qualidade do sono com taxistas da capital, acompanhados, em parceria com a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). “Esse livro vai ser usado nas pesquisas e no modulo do segundo ano Percepção, Consciência e Emoção”, disse o professor, que além de lançar o livro, aproveitou o evento para divulgar seu método de ensino usando paródias musicais para que os alunos assimilem o conhecimento.

O professor altera as letras de músicas populares para que os alunos entendam o conteúdo. “É um ótimo método. Quando eu era do cursinho, tinham muitos professores que faziam música pra gente e ajudava muito entender os conteúdos. Não imaginava que chegando à faculdade iria ser assim também”, comentou o aluno Eduardo Sampaio Vargas, do primeiro ano de medicina, que junto a colegas, apresentou as paródias escritas pelo professor José Carlos, acompanhados pelo cantor Zézinho do Forró.

Para a professora Tânia Gisela Salum, coordenadora do curso de Medicina da UEMS, a grande quantidade de alunos e professores prestigiando o lançamento do livro e as apresentações das paródias demonstra que o método tem surtido efeito. “Alguns alunos gostam, outros talvez preferissem outros métodos, de qualquer forma, nós que estamos envolvidos com a comunidade estudantil devemos buscar estratégia que possam motivar”, afirmou a professora Tânia Salum.

Comentários

comentários