Líder do prefeito afirma que proposta feita aos professores está no limite da LRF

Edil disse que prefeitura não está inflexível Foto Silvio Ferreira
Edil disse que prefeitura não está inflexível Foto Silvio Ferreira

Em entrevista ao portal Página Brasil, o vereador Edil Albuquerque (PMDB) comentou a decisão dos professores da rede municipal, durante assembleia realizada na manhã desta terça-feira, na sede da Associação Campo-Grandense de Professores (ACP), de rejeitar a proposta de 8,5% de reajuste e reescalonamento da diferença até a totalização dos 13% acordados pela categoria com o prefeito Gilmar Olarte e agora cobrados pelos professores em greve.

Edil afirmou que “8,5% é o limite ‘prudencial’ possível de reajuste nesse momento. A prefeitura não está inflexível, nem fechada à negociação, mas precisa adequá-la à realidade orçamentária e de arrecadação do município. Agora os professores estão e o diálogo deve continuar”, defendeu o vereador que, já anunciou sua saída da liderança do prefeito na Câmara, mas continua exercendo a atribuição até a escolha de um substituto.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários