Liberação de processos para aberturas de empresas pode gerar 3 mil empregos na Capital

Trinta e seis processos de instalação de novas empresas foram liberados na manhã desta quarta-feira (25), durante uma reunião com o prefeito Marquinhos Trad e empresários do Pólo Industrial Norte. Uma análise de 16 cartas consultas para abertura de outras empresas, foi solicitada com urgência.

“Os empresários são pessoas que multiplicam empregos na Capital. Temos que ficar perto de quem gera empregos. Esta vai ser a função da Sedesc [Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia]. Vamos acabar com a história de que o prefeito atende os empresários de portas fechadas. Vamos fazer como hoje e atender os empresários de porta abertas e se possível ir ao encontro deles. Assim será nossa metodologia de trabalho. Uma nova forma de governar Campo Grande”, declarou Marquinhos.

Cerca de R$ 200 milhões devem ser investidos na Capital, com a liberação das novas empresas. Além disso, o processo pode empregar até três mil pessoas. “Vamos encaminhar para a Câmara Municipal de Campo Grande os processos para termos a autorização para instalação das empresas e as cartas consultas serão analisadas na primeira reunião do Codecom, que está prevista para acontecer no dia 24 de fevereiro”, explicou o secretário da Sedesc, Luiz Fernando Buanain.

O presidente da Associação dos Empresários do Polo Norte (Assepen), e da Eco Máquinas, Luclécio Festa, agradeceu a presença do prefeito e da equipe de trabalho da Sedesc e Funsat.

“As dificuldades do prefeito neste início de gestão na Prefeitura são as mesmas de nós empresários. Esses problemas serão resolvidos e a população que conduziu o prefeito ao cargo ficará satisfeita. O prefeito está fazendo por merecer e está mostrando para o que veio. Isso podemos comprovar em menos de 24 dias de trabalho”, elogiou.

O diretor-presidente da Fundação Social do Trabalho (Funsat), Cleiton Freitas Franco esteve presente ao evento e colocou-se a disposição dos empresários para auxiliar no treinamento de pessoal. “Vamos ser parceiro da Sedesc e oferecer aos empresários a qualificação da mão de obra para gerar mais empregos e renda”.

Futuro

O programa Sedesc presente é um método de trabalho a ser seguido pela Prefeitura. A primeira reunião aconteceu no Polo Industrial Norte, que atualmente abriga 42 empresas e oferece 1.142 empregos diretos. A próxima será com empresários do Polo Oeste.

Durante o encontro o prefeito também falou da possibilidade de construção da Cidade do Ônibus e não descartou a liberação da área. “Primeiro vamos liberar a licença ambiental da prefeitura para que os empresários consigam a liberação das empresas que serão instaladas no Pólo Sul de Campo Grande”, justificou.

 

Comentários