Justiça mantém prisão de motorista que ‘roletou’ avenida e matou motociclista

Após audiência de custódia realizada na segunda-feira (8), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul decidiu por manter a prisão em flagrante de Anderson Nunes de Oliveira, 44.

Ele esteve envolvido no acidente que matou a douradense Erica Aparecida Deubon Pires, 28, na noite de sábado (6). Anderson teria invadido a preferencial no cruzamento da Avenida Weimar Torres com a Rua Albino Torraca a bordo de uma caminhonete S-10, provocando colisão da vítima, que estava acompanhada da passageira Maria Janete dos Santos Figueiredo em uma Honda Biz.

Em depoimento na delegacia, o acusado disse que estaria embriagado e, por isso, teria fugido do local do acidente. Erica e Maria Janete foram atendidas pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e encaminhadas ao hospital.

Horas depois a jovem de 28 anos morreu por não resistir aos ferimentos.

Na segunda-feira (8) o motorista foi levado à audiência de custódia. A defesa pedia a liberdade do acusado e o Ministério Público exigia que, em caso de acatamento para soltura, Anderson fosse submetido a multa de 10 salários mínimos.

No final, o juízo de direito da 2ª Vara Criminal de Dourados decidiu por manter a prisão em flagrante do motorista e o encaminhamento dele ao sistema carcerário de MS.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui