Justiça de MS aceita denúncia e pai que matou filho afogado em bacia vira réu

Da Redação

A Justiça de Mato Grosso do Sul aceitou, na terça-feira (15), denúncia contra Evaldo Christyan Dias Zenteno, de 21 anos, por homicídio qualificado, por ter matado o filho de 2 anos afogado em uma bacia, em Campo Grande.

Pai e filho juntos. Foto: Redes Sociais.

A primeira audiência do caso está marcada para 9 de dezembro, quando serão ouvidas 7 testemunhas de acusação. As demais ainda não foram agendadas.

Evaldo está preso desde 19 de setembro, dia do crime. Primeiramente ele contou à polícia que o filho havia sido jogado no rio Ahanduí por sequestradores e, somente após diversas perguntas e contradições, confessou que havia matado o menino para fazer a mãe da criança sofrer. Os dois estavam separados e ele suspeitava de traição.

Evaldo foi autuado em flagrante por homicídio. Ele teve a prisão preventiva decretada em audiência de custódia. O pai dele também está preso, mas por estupro.

Cerca de 1h30 antes do crime, Evaldo enviou uma foto para a mãe da criança, onde o menino está sentado em uma cadeira, logo após o almoço. A mãe havia mandado mensagem para ele perguntando sobre como o filho estava.

Em depoimento à polícia, a jovem disse que ficou muito surpresa com o crime. Segundo consta no inquérito, ela alegou que o menino era bem tratado pelo pai e ressaltou que era ela quem era perturbada pelo rapaz, não a criança.

Comentários