Justiça da Espanha arquiva denúncia contra Messi

Agência EFE/JP

Messi e seu pai, Jorge, durante audiência na Espanha, em 2016 (Foto: Alberto Estevez/Pool/Reuters/Reuters)

A Audiência Nacional da Espanha arquivou uma denúncia feita por Federico Rettori, cidadão argentino que trabalhou na fundação que leva o nome do compatriota Lionel Messi, contra o jogador, seu pai, Jorge, e seu irmão, Rodrigo, segundo informações obtidas nesta segunda-feira 30.

O trio foi acusado de crimes contábeis contra a Fazenda Pública, fraude e lavagem de dinheiro. A juíza María Tardón, no entanto, considerou que a maior parte dos fatos relatados pelo denunciante não estão corroborados por “um só elemento pessoal ou direto”.

A magistrada ainda apontou que as afirmações de Rettori, em grande parte, tem origem “em uma ou mais notícias” publicadas na internet, que fazem um apanhado de outras denúncias contra o núcleo do jogador, e que visam provar a ligação de Rettori com a fundação.

A juíza María Tardón, inclusive, aponta que parte das denúncias se refere a crimes supostamente cometidos na Argentina, que não podem ser investigados pela justiça espanhola, por questões de jurisdição.

Comentários