Julio Cesar vai bem na despedida, e Flamengo derrota o América-MG com dois de Dourado

O Flamengo tinha o domínio territorial, mas o rival cresceu no jogo e começou a ameaçar a meta de Julio César. Aos 22, escanteio pela direita e a bola foi levantada na área. O goleiro do Fla cortou de soco, e Carlinhos aproveitou o rebote e mandou uma bomba, mas Julio César estava bem colocado e rebateu novamente.

A equipe carioca deu um banho de água fria nas ambições do América aos 28. Vinícius Jr fez jogada pela ponta esquerda e fez lançamento preciso no segundo pau para a entrada de Henrique Dourado, que tocou para o fundo da rede.

Três minutos depois, Vinícius Jr. puxa o contra-ataque ainda do seu campo com um toque por entre as pernas do marcador, e parte em velocidade. Já na intermediária adversária, Paquetá domina e enfia para Dourado na área. O goleiro Jory sai do gol e derruba o centroavante do Fla.

O árbitro apontou para o tiro de meta, e ouve princípio de tulmulto entre os jogadores. Depois de consultar o juiz de linha, o árbitro marcou pênalti. Dourado cobrou e ampliou a vantagem rubro-negra: 2 a 0.

O América quase surpreende aos 43. Aylon avançou pela intermediária e soltou uma bomba de longe. Renê tentou cortar mas a bola subiu e acertou o travessão de Júlio César, que se esticou todo para tentar a defesa.

O Flamengo voltou sem modificações para o segundo tempo, já o América-MG foi com Marquinhos no lugar de Luan. Os mineiros retornaram com o propósito de reagir e deram trabalho. A despedida de Julio César foi de muita ação por parte do veterano.

Os primeiros 20 minutos foram de pressão do América. O Flamengo, mais lento, não conseguia criar jogadas e dava espaço para o adversário chegar. Aos 7, o lateral Carlinhos levantou na área e Rafael Moura subiu mais que a zaga para acertar bela cabeçada. Julio César faz grande defesa e salvou o Flamengo.

A mesma jogada se repetiu aos 10. Carlinhos cruzou, mas desta vez foi Serginho quem cabeceou. A bola foi pela linha de fundo.

O Flamnego respondeu aos 12 na cobrança de escanteio pela direita. Paquetá cobrou, Arão desviou de cabeça e Réver tentou a conclusão, mas a bola subiu e saiu por cima do travessão.

O América voltou a carga dois minutos depois. Marquinhos cruzou da direita e levantou no segundo pau. Depois de um bate rebate, a bola sobrou para Juninho livre no meio da área. Ele tenta a conclusão, mas mandou para fora.

A equipe carioca foi se rencontrando em campo e deixou de passar sufoco. Aos 23, Arão recebe de Geuvânio na direita e é derrubado. Falta que Paquetá cobrou direto e Jory defendeu.

O Flamengo mostrou desgaste no final da partida e o técnico Maurício Barbieri fez várias substituições. O primeiro a sair foi Vinícius Jr. para a entrada do volante Jonas, que teve a missão de fechar o lado esquerdo da defesa.

Na sequência, saíram Geuvânio, para a entrada de Marlos, e depois Paquetá, para a entrada de Jean Lucas. Julio César, mesmo com cãibras, não deixou o campo e brilhou com mais defesas importantes, e teve seu nome gritado pela torcida.

Aos 40, defendeu chute de Serginho de fora da área. No minuto seguinte, escanteio de direita e Juninho acertou o cabeceio e novamente Julio César fez grande defesa para garantir o placar.

Após o apito final, com a torcida vibrando muito, o goleiro deu a volta olímpica no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 2 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de abril de 2018 (Sábado)
Horário: 19h(de Brasília)
Público: 52.106 (47.175 pagantes)
Renda: R$ 1.641.395,00
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelos: Geuvânio (Fla); Rafael Lima (América)
Gols: FLAMENGO: Henrique Dourado, aos 28, e aos 35 min do 1º tempo

FLAMENGO: Júlio César, Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá (Jean Lucas), Geuvânio (Marlos) e Vinicius Júnior (Jonas); Henrique Dourado Técnico: Maurício Barbieri

AMÉRICA-MG: Jory, Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Christian (Leandro Donizete), Juninho e Serginho; Luan (Marquinhos), Aylon (Capixaba) e Rafael Moura Técnico: Enderson Moreira

Comentários