Judô: Brasil passa em branco no primeiro dia de Masters da China

Gazeta Esportiva.com

Rafaela não conseguiu subir no pódio (Foto: Divulgação/IJF)

No primeiro dia de Masters da China, torneio que conta pontos para os Jogos olímpicos de 2020, o judocas brasileiros ficaram no quase e terminaram sem medalhas. Rafaela Silva, Eric Takabatake e Daniel Cargnin chegaram a disputar o bronze, mas não tiveram sucesso na madrugada deste sábado, no Brasil.

Takabatake, na categoria 60kg iniciou as disputas brasileiras e caiu na estreia para o mongol Amartuvshin Dashdavaa. Nas classificatórias superou o britânico Ashley Mckenzie, mas em seguida perdeu para Robert Mshvidobadze.

Atual campeã olímpica, Rafaela acabou perdendo o bronze para a canadense Jessica Klimkait por excesso de punições. O caminho até a disputa pelo pódio começou com vitória sobre a alemã Theresa Stoll. Em seguida Rafaela perdeu para a britânica Nekoda Smythe-Davis, indo assim para a repescagem, onde bateu a chinesa Tongjuan Lu.

Já Cargnin, nos 66kg estreou com vitória sobre o israelense Tal Flicker. Nas quartas de final encarou e venceu o mongol Altansukh Dovdon. No entanto, na semifinal parou no israelense Baruch Shmailov. No bronze, o brasileiro não conseguiu superar o georgiano Vazha Margvelashvili.

Além dos três que foram mais longe nas disputas, Phelipe Pelim (60kg) e Charles Chibana (66kg) também lutaram, mas acabaram sendo eliminados mais cedo, sem chance de disputar medalhas.

Comentários