Judô: Brasil passa em branco no primeiro dia de Masters da China

Gazeta Esportiva.com

Rafaela não conseguiu subir no pódio (Foto: Divulgação/IJF)

No primeiro dia de Masters da China, torneio que conta pontos para os Jogos olímpicos de 2020, o judocas brasileiros ficaram no quase e terminaram sem medalhas. Rafaela Silva, Eric Takabatake e Daniel Cargnin chegaram a disputar o bronze, mas não tiveram sucesso na madrugada deste sábado, no Brasil.

Takabatake, na categoria 60kg iniciou as disputas brasileiras e caiu na estreia para o mongol Amartuvshin Dashdavaa. Nas classificatórias superou o britânico Ashley Mckenzie, mas em seguida perdeu para Robert Mshvidobadze.

Atual campeã olímpica, Rafaela acabou perdendo o bronze para a canadense Jessica Klimkait por excesso de punições. O caminho até a disputa pelo pódio começou com vitória sobre a alemã Theresa Stoll. Em seguida Rafaela perdeu para a britânica Nekoda Smythe-Davis, indo assim para a repescagem, onde bateu a chinesa Tongjuan Lu.

Já Cargnin, nos 66kg estreou com vitória sobre o israelense Tal Flicker. Nas quartas de final encarou e venceu o mongol Altansukh Dovdon. No entanto, na semifinal parou no israelense Baruch Shmailov. No bronze, o brasileiro não conseguiu superar o georgiano Vazha Margvelashvili.

Além dos três que foram mais longe nas disputas, Phelipe Pelim (60kg) e Charles Chibana (66kg) também lutaram, mas acabaram sendo eliminados mais cedo, sem chance de disputar medalhas.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui