Festinha barulhenta em bairro nobre acaba com 28 universitários presos

Nove mulheres e 19 homens, entre 20 e 25 anos, foram detidos no início da manhã desta sexta-feira (25), em Campo Grande, por desobedecerem ordem policial e continuarem com música em volume alto durante uma festa. “Aconteceu algo que tem sido costumeiro e, de certa maneira, chamada a atenção da polícia”, resume o delegado de Polícia Civil, Enilton Zalla.

Universitários foram presos após festa com som alto (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)
Universitários foram presos após festa com som alto (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

De acordo com Zalla, vizinhos da casa que fica localizada na rua Pernambuco, na divisa dos bairros, de classe média alta, Santa Fé e Autonomista, entre eles um desembargador, chamaram a polícia e por quatro vezes militares estiveram no local e tentaram negociar com os jovens.

O advogado Fábio Theodoro de Farias, que segundo ele representa o grupo, diz que irá se interar do que aconteceu, mas acredita que a polícia está fazendo a parte dela. Para o também advogado, Gabriel Rodrigues, a polícia está agindo de forma “incomum’.

Som alto

A primeira chamada relacionada a perturbação do sossego chegou à polícia à 1h30 (de MS). De acordo com o tenente Rogeliano Cavalcante, os jovens abaixaram o volume do som somente na terceira ida dos policiais ao local e mesmo assim, depois de serem alertados que em caso de desobediência, seriam presos.

No entanto, quando os militares saíram, conforme Cavalcante, os jovens aumentaram o volume. A polícia chegou novamente no local às 4h20 e dessa vez com mais militares. “Chegamos com as sirenes ligadas e eles [jovens] aumentaram mais ainda o som em afronta à polícia. Ficamos na frente esperando com as viaturas desligadas. Quando um saiu, o abordamos”, fala o tenente da Polícia Militar (PM).

Todos os jovens que estavam na festa foram levados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro. Ainda de acordo com Cavalcante, apesar deles estarem com ânimos exaltados, não precisaram de algemas.

Foram necessárias sete viaturas para levar os jovens à delegacia. As garotas foram no banco de trás de um dos carros oficiais.

Autuação

Conforme o delegado, o grupo será autuado por perturbação do sossego e embriaguez, Na delegacia, eles zombavam de policiais e imprensa.

Três moradores próximos à casa onde a festa era realizada serão ouvidos pela polícia. Os jovens irão assinar termo de comparecimento na Justiça e serão liberados. Três deles, que seriam os responsáveis pelo local, também irão prestar depoimento.

Diversas garrafas de wiski e vodka foram apreendidas no local, assim como aparelhagem de som, narguilé e fumo. (Com Informações G1)

Comentários

comentários