Jovem presenciou estupro de namorada antes de ser degolado

G1/JN

Em depoimento à Polícia Civil, a adolescente de 15 anos revelou nesta quarta-feira (3) que o namorado presenciou ela sendo estuprada e logo depois foi degolado e teve o corpo jogado no Rio Parnaíba, na cidade de Uruçuí, no Sul do Piauí. Segundo o delegado Bruno Ursulino, responsável pelas investigações, a jovem ficou em poder dos criminosos por cerca de uma hora.

Rapaz foi degolado e teve o corpo jogado no rio – Foto: Jaillton Silva/ Portal Uruçuí

“Em choque e chorando muito, a jovem de 15 anos, que está grávida de seis meses, disse que ela e o namorado foram abordados por três pessoas. O namorado foi brutalmente agredido e amarrado. Já a mulher disse que foi estuprada na frente do namorado por dois, dos três suspeitos. Após cometerem a violência sexual, os suspeitos degolaram o namorado da jovem e jogaram o corpo no rio”, disse.

Segundo a Polícia Civil, na madrugada desta quarta-feira (3) Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, trafegava com a namorada, de 15 anos grávida de seis meses, quando foram abordados por três adolescentes e o jovem foi imobilizado e degolado. Já sua namorada foi estuprada por dois dos suspeitos. O corpo de Flaviano foi encontrado por pescadores que auxiliavam a polícia nas buscas por volta das 9h30.

Poucas horas após o crime a polícia apreendeu três adolescentes suspeitos de participação na morte do jovem e estupro de sua namorada. “Tudo teria acontecido por volta da meia noite e por volta de 1 hora da madrugada a vítima que sobreviveu conseguiu pedir socorro. Muito machucada ela encontrou uma viatura da Polícia Militar e pediu ajuda. Poucas horas após o caso, nós conseguimos apreender os adolescentes, que confessaram tudo”, disse o delegado Bruno Ursulino.

Morte foi filmada

Logo após a apreensão dos adolescentes suspeitos, a polícia recolheu celulares dos envolvidos e das vítimas em busca de imagens do momento em que um rapaz de 19 anos foi degolado e após ser assassinado teve o corpo jogado no rio. O delegado relatou que as imagens teriam sido feitas pelos infratores usando celulares. “Tanto os celulares das vítimas como dos suspeitos foram apreendidos e serão submetidos a perícia. Existe a suspeita que o crime foi filmado pelos adolescentes infratores”, relatou.

Comentários