Jovem morto a tiros em Sidrolândia não tinha passagem pela polícia

Da Redação/JN

Julio Cesar Thiel Duarte de 24 anos, foi assassinado em Sidrolândia ontem por volta das 21 horas, na Rua Humberto de Campos, 539.

Segundo a polícia, várias pessoas acionaram a equipe ao ouvirem o barulho de tiros por volta das 21h (de MS) de sábado (21).

Segundo o sidrolândianews, o jovem era conhecido por “Junin Duarte”, e testemunhas relataram que dois homens em uma moto, se aproximaram e efetuaram cerca de 5 disparos de arma de fogo, sendo que dois deles atingiram a vítima.

A guarnição do Corpo de Bombeiros foi ao local, mas ao chegarem foi constatado pela equipe de regate que a vítima estava em óbito.

A Policia Civil dará inicio as investigações, mas segundo o que foi apurado, “Junin Duarte” não tem passagens pela policia, o que leva a dificultar ainda mais a apuração dos autores deste assassinato.

“Junin Duarte” é irmão de Willian Thiel da Silva, “conhecido como Ratinho” assassinado aos 19 anos no ano de 2010. (“Ratinho” foi alvejado com 4 tiros a queima roupa e morreu no local do crime.)

Na época, Willian foi assassinado e teve as pernas amarradas com um lençol e uma corda, o autor se apresentou a policia e respondeu em liberdade, alegando que havia sofrido ameaças.

O autor da morte de “Ratinho”, Edmar Meireles de 23 anos, em seu depoimento, disse que se viu obrigado a tomar tal atitude devido constantes ameaças que recebia, o mesmo não tinha passagens pela polícia e se apresentou de forma espontânea.

Comentários