Jovem mata homem de 62 anos e justifica: “ele dava azar”

Após a prisão, o jovem confessou o crime Foto: Diário Corumbaense
Após a prisão, o jovem confessou o crime Foto: Diário Corumbaense

José Otávio da Silva, de 21 anos, foi preso ontem (27), em Ladário, sudoeste do Estado, e confessou ter matado a facadas Manoel Estanislau dos Santos, de 62. O crime, segundo o jovem, foi porque ele teria sido acusado de roubo pela vítima.

Manoel foi encontrado durante a madrugada em uma das ruas do Bairro Nova Aliança com cortes do pescoço e em outras partes do corpo. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas quando as equipes chegaram, ele já estava morto.

Com apoio da Polícia Militar, a Polícia Civil de Ladário prendeu José Otávio. Para o delegado Fernando Araújo da Cruz Júnior, há suspeita de que José estaria sob efeito de drogas e teria matado a vítima sem motivos.

José confessou o crime e disse que a vítima dava ‘zica’ (azar) e que o “caguetou” sobre um roubo.

Segundo a polícia, ele foi indiciado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil, cuja pena pode ser de 12 a 30 anos de cadeia.

Comentários

comentários