Jovem é torturada com garfo quente após assumir traição

Uma adolescente de 17 anos, foi internada ontem (22), após passar por sessão de tortura, onde foi agredida e queimada com um garfo. O fato ocorreu no município de Jundiaí, no estado de São Paulo, onde o agressor que é namorado da vítima, foi preso por violência doméstica, tortura e cárcere privado. O casal estava a pouco tempo em relacionamento, mas já morando juntos, pois ela estaria grávida e o caso de violência se iniciou por contar de uma possível traição ao rapaz que já tem 30 anos.

Segundo a adolescente, eles namoravam há quatro meses e as agressões deram inicio após uma confissão dela sobre a possível traição. A jovem contou a polícia que foi queimada com um garfo, sofreu ameaça de morte e foi espancada.

Hospital de Jundiaí, onde a jovem está internada (Foto: Divulgação/Hospital Universitário de Jundiaí)
Hospital de Jundiaí, onde a jovem está internada (Foto: Divulgação/Hospital Universitário de Jundiaí)

De acordo com o boletim de ocorrência o casal já morava junto, mas a apenas um mês e o homem, começou a agredir há cerca de duas semanas. A adolescente contou ainda que não podia sair de casa por conta da suposta traição.

Ainda segundo informações do site G1, a mãe da jovem precisou arrombar a porta da residência para resgatar a filha. O hospital informou que a adolescente sofreu traumatismo crâniano e continuava internada na manhã desta sexta-feira (23).

A assessoria do hospital confirmou nesta sexta-feira que a garota está grávida de quatro meses. A adolescente e o bebê passam bem. O homem foi levado para a delegacia e negou ter cometido as agressões.

Comentários

comentários