Jovem é detido enquanto filmava alunas no banheiro da faculdade

Um jovem foi detido, nesta terça-feira (5), dentro da Faculdades Integradas Barros Melo – Aeso, no bairro de Jardim Brasil II, em Olinda. Segundo estudantes da faculdade, Erick Rezende Gomes, de 29 anos e que seria aluno do primeiro período do curso de produção fonográfica, estaria filmando uma garota dentro do banheiro feminino. Ainda segundo estudantes, não é a primeira vez que o rapaz realiza filmagens.

Ele teria, inclusive, deixado uma câmera dentro do banheiro da faculdade. O jovem foi detido pelos alunos e levado até a Delegacia de Plantão de Casa Caiada. À polícia, Erick disse ter filmado uma garota no banheiro da instituição de ensino e que teria tomado a atitude de filmar a vítima por impulso. Em depoimento, a garota afirmou que uma amiga teria passado pela mesma situação.

Após o depoimento, Erick Rezende saiu da delegacoa e vai responder em liberdade por oportunação ofensiva ao pudor, artigo 61 das contravenções penais, e a investigação será conduzida pela Delegacia de Peixinhos. O celular do suspeito foi apreendido e ele pode ter punição mais severa se for descoberto que o vídeo foi compartilhado por ele. Uma outra possível vítima deve prestar depoimento nesta quarta-feira (05).

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Aeso respondeu por meio de nota enviada ao Portal FolhaPE. Confira à integra:

“A direção das Faculdades Integradas Barros Melo (AESO) vem a público explicar sobre um fato ocorrido, no final da manhã desta terça-feira, 05/05/15, nas dependências da instituição. Uma estudante, do curso de Moda, flagrou, no banheiro feminino, um homem registrando imagens com o uso de um aparelho celular. Ele estava escondido em um dos boxs. A aluna chamou a atenção de outros colegas e também da equipe de segurança da instituição.

O rapaz foi identificado como estudante do primeiro período do curso de Produção Fonográfica. Ele foi detido e levado a uma sala da AESO-Barros. A aluna foi ouvida e recebeu total atenção e apoio da direção da AESO-Barros Melo. As medidas necessárias foram adotadas e o caso foi encaminhado à delegacia de polícia de Casa Caiada, Olinda. Dois aparelhos celulares, que estavam em poder do aluno, foram retidos e entregues às autoridades policiais.

A postura do estudante foi duramente criticada pela diretora da AESO, Ivânia Barros Melo. “Ele foi imoral. Desrespeitou não só a aluna em questão como também todos com os quais convive na instituição. Quero manifestar nosso repúdio a um gesto inadmissível e imperdoável. Somos uma instituição com mais de 40 anos de história e tradição e jamais vamos admitir que atos como este fiquem impunes. Estou indignada com a atitude injustificável do aluno. Trata-se de um caso de invasão de privacidade sem tamanho”, diz.

A estudante, que percebeu a gravação no banheiro, entrou com uma representação contra o rapaz que foi suspenso, conforme prevê o regimento interno. Também foi instaurado inquérito administrativo que pode levar até a expulsão. “Possíveis falhas internas também serão identificadas e as medidas devidamente tomadas”, conclui Ivânia Barros Melo. A instituição prevê ações educativas internas para também trabalhar a conscientização contra qualquer forma de violência, discriminação e preconceito”.

Comentários

comentários