Jovem atropela PM e vai preso por não prestar socorro à vítima

Renato Pereira Freitas Gonçalves, de 21 anos, foi preso na noite de domingo (11), depois de atropelar o policial militar Florencio Souza Ramos, 30 anos, no cruzamento das ruas Paulo Freire e Tenente Aviador Pedro Correa Duncan e não parar para prestar socorro.

O condutor confessou à polícia que havia se envolvido em um acidente (Foto: Divulgação/PM)
O condutor confessou à polícia que havia se envolvido em um acidente (Foto: Divulgação/PM)

Segundo o Portal Correio do Estado, o atropelamento aconteceu às 18h30 e o condutor estava indo para a igreja, quando se envolveu no acidente.

Por meio da placa do veículo, os militares localizaram o endereço do proprietário do veículo, que faleceu em julho deste ano.

Na casa, os policiais abordaram Paulo Cezar Freitas Junior, que informou que seu irmão Renato era quem estava com o veículo Logan e que o mesmo estava em uma igreja, na Vila Glória.

Segundo o registro policial, Paulo ligou para o irmão e pediu para que ele o encontrasse na frente na igreja. Quando Renato chegou ao local, os militares visualizaram estragos no para-choque do veículo.

Questionado pelos PMs sobre as causas dos estragos no para-choque, Renato admitiu ter se envolvido em um acidente.

O autor recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), da Vila Piratininga.

O carro também chegou ser apreendido e o teste de bafômetro registrou 0,00mg/l de consumo de álcool. O jovem pagou fiança e deve responder em liberdade por omissão de socorro.

Comentários

comentários