Jornalista é morto com tiro na cabeça enquanto dirigia em avenida

O jornalista Nicodemos Moura Rodovalho de Alencar, de 53 anos morreu nesta terça-feira (27) depois de levar um tiro e bater o carro que conduzia, um Corsa branco, em um muro. O acidente foi no bairro Nova Lima, região norte de Campo Grande no fim da manhã.

Motorista perdeu o controle do veículo depois de ser atingido por tiro e bateu o carro em um muro (Foto: Gabriela Pavão/G1 MS)

Ele estava sozinho e perdeu o controle da direção do veículo depois de ser atingido por um tiro na cabeça. Em seguida, bateu a frente do carro no muro de uma casa na rua Jaime Silveira.

A investigação policial apontou que o jornalista tinha uma namorada de 18 anos no bairro, e a ontem (26), ele teria se indisposto com um homem por causa da garota. Nicodemos e o suposto rival teriam discutido e trocado ameaças, e durante o desentendimento o outro homem teria arremessado pedra no carro de Nicodemos.

Nicodemos Moura Rodovalho de Alencar, 53 anos, jornalista e ex-escrivão da Polícia Civil. (Foto: Divulgação/Facebook)

O delegado responsável, Valdir Rogério Beneti, informou que o caso está sendo investigado, e disse acreditar que o suspeito deve se entregar ainda hoje.

Segundo testemunhaa contaram à polícia na manhã de hoje, por volta das 10h30, o homem que ameaçava o jornalista teria armado uma emboscada em um bar no bairro Nova Lima. Nicodemos, ao chegar ao bar e perceber que corria perigo, foi embora, mas foi perseguido.

Na tentativa de fuga, Nicodemos foi alvo de disparos, sendo que um acertou sua cabeça. Ele perdeu o controle da direção do veículo e bateu em um muro.

Os atiradores, segundo testemunhas, ocupavam um veículo Gol. O autor das ameaças teria um caso com a mesma mulher que Nicodemos tinha a relação extraconjugal.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram no local, além da Polícia Militar e do Batalhão de Choque da PM.

 

Comentários