Johnny Depp chegava bêbado ao set de ‘Piratas de Caribe’

VEJA/JP

Johnny Depp na pele do capitão Jack Sparrow, de ‘Piratas do Caribe’ (Foto: Reprodução/Divulgação)

Ter os cães barrados na Austrália parece ter sido o menor dos problemas de Johnny Depp durante as filmagens de Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar, que estreia dia 25 de maio no Brasil. Em 2015, o ator já não tinha ambiente em casa — ou na mansão alugada que dividia com Amber Heard, de quem se separaria no ano seguinte — e chegava constantemente atrasado e bêbado ao set. As informações, de uma extensa matéria da revista americana The Hollywood Reporter, confirmam a versão da atriz, que alegou que Depp bebia demais — e por isso seria agressivo com ela — ao pedir o divórcio.

“Todos eram espectadores inocentes diante de um acidente de trem”, descreveu à revista, de maneira metafórica, o comportamento de Depp na ocasião. O clima entre o ator e Amber era péssimo, segundo a mesma fonte, e o ator podia chegar horas atrasado às filmagens. Funcionários da equipe do filme chegavam a ficar de plantão diante da mansão de Depp, para avisar aos outros quando ele aparecesse bem e desse indícios de que iria trabalhar.

“Certamente, houve dias em que nossos planos foram desafiados”, aquiesceu o chefe de produção do filme, Sean Bailey, que também ressaltou o talento  de Depp para dar vida ao amalucado Jack Sparrow, um pirata que, ironicamente, anda e fala como se estivesse bêbado.

À época, o ator machucou um dedo e um boato deu conta de que teria se ferido durante uma discussão acalorada com Amber Heard, em que estaria enlouquecido pelo álcool, mas, oficialmente, conta-se que ele prendeu o dedo na porta do carro.

Comentários