PSB quer Joaquim Barbosa, mas não descarta apoio a Lula

O Antagonista / SF

‘Hein?’ – PSB quer Joaquim Barbosa, mas não descarta apoio a Lula

O ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa. Foto: Liberdade

Em entrevista ao blog “O Antagonista”, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, disse que as conversas com o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, avançaram e que ele é, sim, o mais cotado para ser o candidato ao Planalto pelo partido em 2018. A resposta será dará até janeiro.

“Seria uma oportunidade boa de alguém ingressar na política com o nome, com o perfil dele, um negro, uma pessoa preparada, respeitada na sociedade brasileira.”

Com a preocupação de não cravar o ex-ministro como presidenciável (“Ninguém deve ser forçado ou pressionado a tomar uma decisão como essa”), Siqueira continuou:

“A política precisa renovar seus quadros com pessoas de fora. Seria muito importante que ele (Joaquim Barbosa) ingressasse no partido para uma renovação.”

O presidente do PSB considera que o relator do processo do mensalão no STF “está preparado para a missão” e é um conhecedor dos ideias da legenda.

“O PSB, desde 6 de agosto de 1947 (data da fundação), é um partido de centro-esquerda, um partido socialista. Não podemos permitir, como alguns querem, que o partido agora se transforme num partido liberal. Somos socialistas.”

Sem Barbosa, presidente do PSB não descarta apoio a Lula: “Acho muito legítimo”

Caso o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa não seja o candidato do PSB ao Planalto, o presidente da legenda, Carlos Siqueira, disse a O Antagonista que precisaria analisar as candidaturas para decidir a aliança nacional.

O ex-presidente Lula. Foto: O Globo

Ele contou que foi procurado por Gleisi Hoffmann, assim que a senadora assumiu o comando do PT, e ouviu dela que Lula será candidato de qualquer jeito.

“Recebi a Gleisi. Vão manter a candidatura dele mesmo que a condenação dele seja confirmada. Eles vão registrar, alguém vai impugnar e ele será candidato de qualquer maneira. É um direito dele, né?”

Perguntamos o que ele acha da possível candidatura de um condenado e réu em tantos outros processos.

“Veja, acho muito legítimo que uma liderança como ele, que ainda tem um apreço de uma parte significativa dos eleitores do nosso país… Se ele vai conseguir manter (a candidatura), só o tempo dirá.”

Insistimos questionando se, portanto, há a possibilidade de o PSB apoiar Lula ou algum ‘poste’ do ex-presidente.

“Não saberia dizer agora. Teremos de olhar o aspecto político, quando as coisas estiverem mais claras. E ver qual delas (candidatura) vai ajudar mais o PSB e qual delas convém mais ao país.”

O Antagonista retrucou: “Apoiar a candidatura de um condenado seria pensar no país?”

“Não estou dizendo que vou apoiar nem que não vou. Não quero me antecipar.”

Carlos Siqueira afirmou que, além de ter sido procurado por Gleisi, já conversou com os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Álvaro Dias (Podemos).