JBS inicia negociação para acordos de delação e leniência

VEJA/JP

Joesley e Welsey Batista do grupo JBS (Foto: Eliaria Andrade/Agência O Globo e Monica Bento/Estadão Conteúdo)

A JBS, maior empresa nacional de produção e venda de carne, está em tratativas com o Ministério Público para assinar acordos de delação premiada e leniência, afirma reportagem publicada neste sábado (13) pelo site do jornal Folha de S.Paulo. A negociação estaria sendo feita pela holding J&F, detentora da JBS e da Eldorado Celulose, entre outras empresas – e de propriedade dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

O objetivo seria reduzir o desgaste sofrido pela empresa desde que ela e seus executivos se tornaram alvos de investigações da Polícia Federal por suspeitas de irregularidades. Apenas nos últimos doze meses, a JBS esteve envolvida em seis operações da PF, entre as quais a Greenfield, a Sépsis, a Cui Bono e a Bullish.

Segundo o jornal, foram realizados pelo menos dois encontros entre investigadores e executivos da empresa, mas as negociações ainda estão em estágio preliminar. Ainda segundo a Folha, a JBS propôs a realização de um acordo temático, que se restrinja às operações das quais é alvo. Mas os procuradores teriam resistido à ideia, insistindo para que os acordos sejam feitos via Procuradoria-Geral da República.

Comentários