Ituano x São Paulo tem segundo round entre revelações do Paulistão

Gabriel Martinelli, pelo Ituano, e Igor Gomes, do São Paulo, travarão nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), no estádio Novelli Júnior, a segunda parte do duelo entre duas das maiores revelações do Campeonato Paulista 2019. Ao final do confronto, só uma dessas joias alcançará as semifinais e seguirá cobiçando o título estadual.

Neste embate particular, a cria da base são-paulina largou na frente. Além de serem cruciais na vitória por 2 a 1 no jogo de ida, os dois gols marcados no último domingo, no Morumbi, fizeram Igor Gomes cair nas graças da torcida tricolor, entusiasmada com a atuação do meia de 20 anos.

 

Foi apenas o quarto jogo dele no time principal, o segundo neste ano. Sua bem-sucedida estreia na temporada, no empate por 1 a 1 com o São Caetano, talvez não tivesse ocorrido sem as lesões de Hernanes e Nenê. Agora, ele consegue a proeza de fazer a torcida “esquecer” momentaneamente a ausência do Profeta, principal contratação que o clube fez no ano.

A fisionomia e a postura de Igor Gomes geram desde cedo comparações com Kaká, também revelado no São Paulo e eleito melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007. O discurso ponderado é outra característica em comum entre o garoto e o pentacampeão mundial.

“O pessoal na base já falava bastante, a comparação com o Kaká. Para mim é uma honra, porque é uma pessoa que vejo como ídolo, que já ganhou muitos títulos e é um atleta que tenho como espelho. Mas ele tem a carreira dele, e eu estou começando a minha agora. Prefiro que falem de mim. Não o Kakazinho, o Igor Gomes”, disse o armador.

Registrado no São Paulo desde os dez anos de idade, Igor Gomes passou a morar no alojamento de Cotia em 2012. Desde então ele enfileirou títulos na base, mas só foi começar a ganhar holofotes em 2018, na campanha do vice-campeonato da Copinha. Para ter uma adaptação satisfatória no profissional, o meia conta com a ajuda dos companheiros mais rodados.

“Cotia é uma fábrica de talentos, mas não posso deixar de ressaltar o trabalho do grupo. Os mais experientes passam muita tranquilidade para a gente fazer o que sabe dentro de campo. Isso dá muita tranquilidade para a gente fazer o que mais gosta”, frisou.

Já Martinelli iniciou sua carreira no arquirrival do São Paulo. Natural de Guarulhos, ele jogou nas categorias de base do Corinthians até os 13 anos – período em que marcou 73 gols em 139 partidas. No entanto, com a mudança de sua família para Itu, o meia-atacante deixou o clube da capital para acertar com o Ituano.

Embora seja três anos mais novo que Igor Gomes, ele acumula mais experiência como profissional. Promovido na temporada passada, Martinelli soma 33 jogos no time principal do Galo de Itu, com dez gols e seis assistências.

Seis desses gols foram marcados nesta edição do Campeonato Paulista, o que o torna vice-artilheiro da competição, ficando atrás somente do santista Jean Mota, com sete tentos. Os números e as boas atuações despertaram o interesse de diversos clubes do Brasil e do exterior, mas nesta noite o foco do garoto estará totalmente voltado para a decisão contra o São Paulo.

Com o resultado do jogo de ida, o Tricolor joga pelo empate para se classificar. Já o Ituano precisa de uma vitória por dois ou mais gols de diferença para alcançar as semifinais de forma direta. Um triunfo simples do time do interior leva a decisão da vaga para os pênaltis.


Comentários