Irmão de goleiro Bruno diz onde está corpo de Eliza Samúdio

elisaO desaparecimento e morte da sul-mato-grossense Elisa Samudio volta a tona após seis anos e desta vez pode ser esclarecido definitivamente, com os seus restos mortais podendo ser encontrado. Por indicação do irmão do ex-goleiro Bruno Fernandes, que foi condenado pelo misterioso assassinato da jovem em 2010, supostamente na cidade do Rio de Janeiro, revelou onde pode estar os ossos da vitima. A condenação de Bruno foi em 2013, apesar de não ter sido localizado até hoje, o corpo da vitima. A sentença foi  decidida por meio de depoimentos e até certa confissão dos envolvidos no crime contra a jovem que tem família no distrito de Anhandui de Campo Grande.

A indicação à Polícia Civil onde estariam os restos mortais da garota, veio na semana passada, com depoimento do irmão do ex-goleiro, Rodrigo Fernandes das Dores de Sousa, 27 anos, que mora e também está envolvido em um crime no estado do Piaui. Elisa deixou uma filha recém nascida, que é apontada com fator de briga entre o casal, que levou a pratica do crime. À época, a jovem buscava na Justiça que o então goleiro do Flamengo reconhecesse a paternidade de seu filho. O menino mora em Campo Grande com Sônia Samudio, mãe de Elisa.

O irmão de Bruno foi preso por suspeita de estuprar uma adolescente em Teresina-PI e aguarda julgamento. Ele prestou depoimento, por meio de carta precatória, e disse que o corpo estaria em uma cidade no interior de Minas Gerais. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil do Piauí. Mas, a assessoria de imprensa da polícia não soube informar qual foi o dia do depoimento, que ainda será enviado para averiguação.

Em 2014, Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno Fernandes, que foi condenado pela morte de Eliza Samudio, acompanha trabalhos de escavação em região do bairro de Santa Clara, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), onde segundo ele declarou em depoimento está enterrado o corpo de Eliza Samudio. O crime ocorreu em 2010 e o corpo da modelo nunca foi localizado.

Bruno e Macarrão, outro condenado pelo crime.
Bruno e Macarrão, outro condenado pelo crime.

Crime

Pelo crime, conforme a investigação, Eliza foi torturada e morta a mando do goleiro. Com base nos depoimentos, foram descoberto indícios de que o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, teria sido contratado para matar a jovem e esconder o corpo. Bola teria asfixiado e cortado o corpo da modelo, jogando os pedaços para os cães da raça rottweiler, que ele criava.

Bruno Fernandes indicou à Polícia Civil onde estariam os restos mortais de Eliza Samudio, de acordo com o portal UOL, que publicou a primeira matéria.

Comentários

comentários