Inundações matam 124 pessoas no Japão e deixam 60 desaparecidos

Agência Brasil

Tempestades no Japão – EPA/JIJI PRESS/DIREITOS RESERVADOS

As autoridades do Japão atualizaram o balanço de vítimas no país em decorrência de inundações e deslizamentos causados pelo recorde de chuva na região ocidental. São pelo menos 124 mortos e 60 desaparecidos. Duas pessoas localizadas estão em estado grave.

Desde a última quinta-feira (5) chove intensamente no país, sobretudo nas cidades de Hiroshima e Ehime, nas quais casas foram destruídas e há vários deslocados na região.

O primeiro-ministro, Shinzo Abe, cancelou viagem à Europa e ao Oriente Médio, para coordenar pessoalmente as tarefas de ajuda às vítimas e visitar as regiões afetadas.

Soldados das Forças de Autodefesa (Exército), da polícia e dos bombeiros comandam as operações de resgate. No fim de semana, as autoridades japonesas chegaram a recomendar a retirada de 5,9 milhões de cidadãos de 19 cidades. Mais de 30 mil pessoas passaram a noite em refúgios.

Em 2011, houve o tufão Talas, que deixou 98 mortos no centro do país.

*Com informações da NHK, agência pública de notícias do Japão.

Comentários