Intolerância étnico-politico ‘mostra a cara’, com homem quase matando ‘viados’ em bar na Capital

Lúcio Borges

Os preconceitos e até mortes raciais e por homofobia não são novos no Brasil, ao menos para quem leva a sério a questão e não “esconde o sol com a peneira”. Mas, o que era velado e não “todo dia”, mesmo ante altos números anuais da violência contra a mulher, negros e homossexuais, passou a ser a “luz do dia” ou este ano ficou muito mais seria como questão de intolerância étnico-politico no País. O novo flagelo nacional, vemos em qualquer parte e está ao nosso lado, sendo que já ocorreu até morte, como olhos roxos, hematomas ou corpos quebrados pelo Brasil, bem como aqui em Campo Grande.

Sim, a Capital, em nosso meio, onde podia estar qualquer um de nós, em alguma diversão, tem e teve na madrugada de hoje, um rapaz de 20 anos, que foi o mais atingido por dois tiro, enquanto estava do lado de fora do Bar Fly, que fica em bairro/região nobre da cidade, próximo a uma Universidade. Assim, a Capital que já tem anos de crimes também, e vinha sendo relatados algumas “ameaças” na atual situação politica nacional, na madrugada deste sábado (13), se externou e concretizou, o ato de um homem, quase matando algumas pessoas a tiros, por serem “veados”, mesmo sem ter a certeza que o local teria alguém do gênero. Felizmente deixou os cidadãos somente feridos a bala.

Imagem do homem que chegou atirando e fugiu correndo após ataque. (Foto: Divulgação)

As testemunhas “sem identificação”, mas ratificadas pela proprietária do local, Fátima Menas Kalil, relataram que diversos frequentadores viram um homem estacionar um veículo prata na esquina, descer à pé com a arma em punho e dar tiros em direção às pessoas. “Um segurança chegou a gritar para alertar, mas não deu tempo, foi muito rápido”, relata a empresária da noite.

Fátima descreve a ‘noite de terror’, que seria até tema da festa, mas que pela diversão e fantasias de filmes. “O homem chegou derrubando motos e gritando seus bando de viado, de filho da puta (sic)”, diz ela, que fala que em seguida, ele teria dado três tiros. Dois deles acertaram o jovem nas costas, de raspão. “Meu filho mesmo que levou ele ao hospital. Estava acordado, sem sangrar. Foi levado para o CRS do Tiradentes e, de lá, a mãe dele levou para a Santa Casa para fazer um raio-x. Ela ficou na dúvida se tinha algum tiro alojado, mas o rapaz estava acordado e sem sangramentos”, relata a empresária, que não conseguiu dormir após o ataque.

Empresária já vinha sendo ameaçada

A empresária lembrou ou agora deixou público, que nas redes sociais, ela já tem sofrido ameaças de um homem ‘que parece muito com o do vídeo que atirou’ por seus posicionamentos políticos.

Na noite deste sábado, acontecia na casa noturna uma festa de Halloween, voltada para o público LGBTQ+, segundo Fátima. “É uma vergonha, é de uma tristeza sem tamanho o que está acontecendo no nosso país. São pessoas completamente desequilibradas”.

O carro seria um Golf prata. No veículo, outro homem aguardava a ação do atirador. “Ele atirou, saiu correndo de volta para o carro e fugiu com esse outro rapaz”, informa.

A Polícia Militar foi acionada e vai analisar as imagens do bar, pois Imagens das câmeras mostram o rosto do atirador.

Ataque nas redes sociais

Fátima diz sofrer ataques pelo seu perfil público no Facebook. “Eu estou sem dormir. Estou apagando tudo o que postei sobre posicionamento político. Eu jamais imaginei que a gente ia chegar neste ponto por apenas discordar do outro”, afirma.

A empresária tem cópias das ameaças sofridas nas redes sociais. “Já acionai meu advogado, que vai até a delegacia ver se pode ajudar nas investigações e como eu devo proceder para me proteger”.

Fátima relata ainda até episodio particular, mas que mostra como está a situação, onde ela foi com o filho a um supermercado de Campo Grande e foi ameaçada. “Meu filho não é gay, mas ele tem o cabelo longo, toca na noite, é DJ. Eu estava de mãos dadas com ele e alguém gritou para eu arrumar um homem logo para ele. É lamentável”, disse.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui