Integrante do PCC é preso após tentar jogar celulares para o interior de penitenciária

Redação

Material encontrado pela polícia. (Fotos: Osvaldo Duarte)

Uma denúncia anônima, levou os agentes da Guarda Municipal de Dourados até as proximidades da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), que também fica próximo a Penitenciária Estadual de Dourados e encontraram uma sacola contendo 10 celulares, 10 carregadores, três baterias, vários fone de ouvido e 494 gramas de maconha, além de uma carteira de estudante emitida pelo EJA (Educação de Jovens e Adultos). O fato aconteceu na noite desta sexta-feira (4).

O material apreendido foi encaminhado para a delegacia do 1º Distrito Policial de Dourados, onde policiais civis fizeram uma checagem na carteira de estudante, chegando até o proprietário do documento, Renan Marques Peres, 18 anos, vulgo Coco Seco.

Após ser detido Coco Seco, disse aos policiais que é integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital), onde é conhecido como “Parceiro”, pessoa que faz os chamados “corre” e passa informações para dentro do presídio, onde está o cunhado dele Lucas Pires Soares, o Farmácia, que teria pago a importância de R$ 1 mil, pelo material apreendido, que ele achou que teria conseguido jogar para dentro do estabelecimento penal, no dia 31 de dezembro.

De acordo com o Dourados News, Renan foi encaminhado para o 1º Distrito Policial, onde foi autuado em flagrante pelo crime de associação criminosa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui