Inscrições para o Agroecol 2016 seguem abertas até dia 16

foto_09d3669affcc10ac541cf2917a81a56e_2016-11-11_15-39-33Durante quatro dias, de 16 a 19 de novembro, acontece em Dourados, na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), o Agroecol 2016. O evento deve reunir agricultores, técnicos da extensão rural, pesquisadores, professores, gestores, estudantes, consumidores de produtos agroecológicos/orgânicos e outras pessoas interessados pela agroecologia, oriundas de diferentes segmentos da sociedade. As inscrições podem ser feitas no site do evento. Clique aqui ou acesse http://www.cpao.embrapa.br/agroecol2016/index.php.

As inscrições feitas com antecedência, até o dia 8 de novembro, custam R$ 20,00 aos agricultores e estudantes até graduação e R$ 40,00 para estudantes de pós-graduação. Profissionais e demais participantes pagam R$ 60,00. Quem deixar para se inscrever na última hora, vai precisar investir um pouco mais, pois os valores serão: agricultores e estudantes até graduação – R$ 30,00; estudantes de pós graduação – R$ 60,00 e profissionais e demais participantes – R$ 80,00.

A agroecologia é uma ciência que estuda as relações entre a agricultura e o meio ambiente, buscando a integração equilibrada da atividade agrícola com a proteção do meio ambiente. “Para que essa ciência avance é fundamental que ocorram trocas de conhecimentos e de experiências. O Agroecol 2016 é um evento concebido com essa finalidade”, explica a presidente da comissão organizadora do evento e professora da UFGD, Zefa Valdivina Pereira.

O tema do evento, esse ano será “Agroecologia e soberania alimentar: saberes em busca do bem viver”. “Vamos compartilhar informações que contribuam com a busca pela segurança, soberania alimentar, nutricional e do direito humano à alimentação adequada e saudável, livre de agrotóxicos”, destaca Zefa.

O pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste e coordenador da comissão de articulação e divulgação do Agroecol, Milton Parron Padovan, destaca que a programação do Agroecol 2016 será composta por conferência magna; palestras; discussões em grupos; mesas redondas com grande diversidade de temas; minicursos e oficinas; vídeos de curta duração e apresentação de trabalhos técnicos, técnico-científicos e de experiências individuais e coletivas em Agroecologia. No último dia do evento serão realizadas visitações em algumas propriedades que estão produzindo em bases agroecológicas.

Padovan ressalta que, além da programação formal do Agroecol, as trocas de experiências e conhecimentos que ocorrem durante todo o evento entre os participantes, revestem-se de grande importância e contribuem estrategicamente para a melhoria das atividades do dia a dia de todos os presentes.

O evento é uma realização da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Embrapa Agropecuária Oeste, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de Mato Grosso do Sul (Agraer). A Sociedade Científica Latino Americana de Agroecologia (SOCLA), Associação Brasileira de Agroecologia (ABA Agroecologia), Fórum Brasileiro de Educação do Campo (Fonec), Comissão Estadual de Produção Orgânica de Mato Grosso do Sul (CPorg-MS) e Sociedade Brasileira de Sistemas Agroflorestais (SBSAFs) são promotoras do Agroecol 2016.

Histórico – A primeira edição do Agroecol foi realizada em 2014, um agrupamento de eventos sobre a temática. Essa edição do Agroecol (2016) contempla os seguintes eventos:

  • 2º Seminário de Agroecologia da América do Sul;
  • 1ª Jornada Internacional de Educação do Campo;
  • 6º Seminário de Agroecologia de Mato Grosso do Sul;
  • 5º Encontro de Produtores Agroecológicos de Mato Grosso do Sul;
  • 2º Seminário de Sistemas Agroflorestais em Bases Agroecológicas de Mato Grosso do Sul.

Comentários

comentários