Inmetro fiscaliza rodas de carros e 28% são reprovadas na Capital

A Agência Estadual de Metrologia (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro e vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), realizou operação especial de rodas automotivas entre os dias 30 de junho  a 03 julho em Campo Grande e constou que 28% das rodas testadas estavam irregulares.

Rodas automotivas foram alvo de fiscalização do Inmetro - Foto: Divulgação
Rodas automotivas foram alvo de fiscalização do Inmetro – Foto: Divulgação

Foram visitados 25 estabelecimentos comerciais, 512 rodas foram fiscalizadas e 144 foram reprovadas. Dos estabelecimentos vistoriados 32% foram notificados por constar algum tipo de irregularidade.

As rodas automotivas de aço e alumínio somente podem ser comercializadas no país com o selo de identificação da conformidade, o chamado selo do Inmetro. O prazo para que fabricantes e importadores distribuíssem seus produtos expirou em 01/07/2013 e o prazo final para que comerciantes escoassem seus produtos sem o selo de avaliação da conformidade encerrou-se em 01 de janeiro de 2015, conforme Portaria Inmetro nº 445/2010.

Além do Selo de Identificação da Conformidade, as rodas automotivas obrigatoriamente deverão apresentar o tamanho do aro, nome do fabricante ou marca, data da fabricação (mês/ano), país de origem, nº do lote de fabricação, e ou nº do lote da matéria prima e código do produto.

Os produtos irregulares foram interditados para que os comerciantes os devolvam imediatamente aos fabricantes. Após notificação os comerciantes têm 10 dias para apresentar nota fiscal que comprove a origem do produto.

Em caso de dúvidas ou denúncias, os consumidores podem contatar a Ouvidoria da Agência Estadual de Metrologia do Mato Grosso do Sul através do telefone 0800675220 das 7h30min às 13h30min.

Comentários

comentários