Índice que reajusta maioria dos aluguéis sobe 0,67% em maio

Aluguéis
IGP-M serve de referência para maioria dos contratos de aluguel – Foto: O Globo

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou e subiu 0,67%, em junho. Em maio, o índice variou 0,41%. Em junho de 2014, o índice havia recuado 0,74%. Em 2015 até junho, a taxa acumulada é de 4,33% e, em 12 meses, de 5,59%. O IGP-M é muito usado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

Calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, o índice é composto por três taxas: o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com 10%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) passou de 0,3% em maio, para 0,41% em junho. O índice relativo aos Bens Finais foi de 0,5% em maio para 0,60% em junho. A taxa referente ao grupo Bens Intermediários, por outro lado, recuou de 0,81% em maio para 0,36% este mês.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,83%, em junho, ante 0,68%, em maio. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Despesas Diversas (0,87% para 5,47%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento do item jogo lotérico, cuja taxa passou de 2,76% para 49,37%.

Em contrapartida, apresentaram decréscimo os grupos: Saúde e Cuidados Pessoais (1,48% para 0,79%), Vestuário (1,17% para 0,37%) e Habitação (0,75% para 0,70%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em junho, variação de 1,87%, bem acima do resultado de maio, de 0,45%.

Fonte: Globo.com

Comentários

comentários