Incêndio atinge Refinaria de Manguinhos, no Rio de Janeiro

Corpo de Bombeiros está no local; vias próximas estão interditadas

Um incêndio de grandes proporções atinge a Refinaria de Manguinhos, zona norte do Rio, na tarde desta segunda-feira, 17. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que o fogo começou por volta de 14 horas em um caminhão que descarregava produtos. Outros caminhões de combustíveis que estavam estacionados na empresa estão em chamas. Não há vítimas ou relatos de feridos no local.

O incêndio começou após uma série de explosões na área de descarga de petróleo da unidade há cerca de uma hora e meio. Pelo menos seis caminhões-tanque pegaram fogo, conforme informou um motorista que estava próximo ao local do acidente, na área de carga de derivados. Ele não quis se identificar.

Dois quartéis do Corpo de Bombeiros (Caju e Benfica) foram acionados para tentar combater o incêndio.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, o trânsito tem retenção, no sentido Centro, entre Manguinhos e o bairro do Caju. Ainda não há informações oficiais. De acordo com funcionários da refinaria, o incêndio está controlado, mas duas ambulâncias e um caminhão do corpo de bombeiros entraram por volta de 15h10 na refinaria.

Por conta do incêndio, a pista lateral da Avenida Brasil está interditada, na altura da Linha Amarela, sentido Fundão. O desvio é pela pista central. Moradores da comunidade do Arará, que fica ao lado da refinaria tiveram que deixar as casas após as explosões.

Na entrada da refinaria, os seguranças estão pedindo que os caminhões-tanque deixem o local. Pelo menos, três caminhões com cargas de petróleo já deixaram o local, embora os motoristas tenham declarado não ter para onde levar a carga.

Criada em 1954, a Refinaria de Manguinhos mudou recentemente de nome para “Refit”. Em seu site na Internet, a companhia se define como uma refinaria de pequeno porte que passa por um processo de modernização. Atualmente tem capacidade para refinar cerca de 15 mil barris de petróleo por dia.

Comentários