Inadimplência já atinge 59 milhões e só deve cair em 2017

Inadimplência
Movimentação no Feirão Limpa Nome,, em São Paulo, onde e possível renegociar dívidas, em 2014 Foto: Folha

DÍVIDAS
Juntos, eles somam R$ 255 bilhões em dívidas em atraso com bancos ou contas de luz, água, telefonia, além de débitos com o varejo. A perda do posto de trabalho é vista como a principal razão para o descontrole das dívidas, aponta pesquisa feita pela ANBC com 8.288 consumidores. “Se a recessão estancar em 2016, as empresas ainda vão demorar para voltar a contratar. Na melhor das hipóteses, a inadimplência cede em 2017”, disse Luiz Rabi, economista-chefe da Serasa Experian, uma das empresas da ANBC.
Fonte: ANBC

Comentários

comentários