Imagens raras mostram tribo Yanomami isolada em Roraima

Guilherme Gnipper Trevisan/Hutukara

Imagens raras de uma tribo de indígenas yanomami praticamente isolada no Brasil, perto da fronteira com a Venezuela, foram divulgadas pela ONG Survival. A organização não-governamental diz que os índios estão em perigo de ser aniquilada perante a presença de cerca de mil mineiros ilegais à procura de ouro, que contaminaram a água com mercúrio.

A ONG, que desde 1969 defende os direitos dos indígenas no mundo todo, afirmou em comunicado que a presença dos mineiros poderia propagar doenças como malária, à qual os Yanomamis são muito vulneráveis.

Guilherme Gnipper Trevisan/Hutukara

Em imagens aéreas distribuídas pela Survival, é possível ver um grupo de indígenas em um povoado yanomami no meio da selva brasileira, que observa a nave desde a qual são fotografados.

A Survival informou que neste povoado pode morar cerca de 100 índios, localizado no Território Indígena Yanomani do Brasil, e atualmente menos protegido por funcionários governamentais perante a crise econômica.

No entanto, o xamã e ativista Yanomani Davi Kopenawa Yanomami declarou que “o lugar onde os indígenas isolados vivem, pescam, caçam e cultivam deve ser protegido. O mundo inteiro deve saber que eles estão aí, em sua selva, e as autoridades devem respeitar seu direito a viver no local”.

Davi disse que os mineiros não param de chegar e “não nos deixam em paz”.

Guilherme Gnipper Trevisan/Hutukara

A Survival apontou que a escassez de funcionários para a defesa dos direitos dos indígenas corresponde, além disso, aos “planos políticos de debilitar drasticamente a proteção e os direitos territoriais dos indígenas”.

“Sem apoio contínuo, a equipe responsável pela região Yanomami não será capaz de proteger o território dos invasores”, segundo a ONG, e “inclusive poderia ser suprimida”.

Isso deixaria os yanomami isolados “em perigo de aniquilação”.

Os yanomamis, aproximadamente cerca de 35 mil, dos quais 22 mil vivem em território do Brasil, segundo os dados facilitados pela Survival, são o povo indígena relativamente isolado mais numeroso da América do Sul, e antes da criação da reserva eram aniquilados pela violência dos colonos, e perante a propagação doenças como gripe e sarampo.

Os indígenas são parte fundamental do cuidado do meio ambiente, possuem um enorme conhecimento botânico e utilizam as plantas como alimentos, remédios e materiais de construção para seus lares, se alimentam por meio da caça, coleta e pesca, mas também cultivam alimentos como mandioca e bananas.

Guilherme Gnipper Trevisan/Hutukara

O diretor da Survival International, Stephen Corry, advertiu que as imagens “são outra prova a mais da existência de mais povos indígenas isolados. Não são selvagens, se não sociedades complexas e contemporâneas cujos direitos devem ser respeitados”.

“Está claro que são perfeitamente capazes de viver com sucesso sem necessidade alguma das noções de progresso e desenvolvimento externas”, acrescentou.

Comentários

comentários