Idoso inconformado com separação quase mata mulher e filhos em incêndio

Lúcio Borges

A violência contra a mulher e até filhos, não tem idade para ser cometida por agressores em Mato Grosso do Sul, ou qualquer lugar. Mas, aqui no Estado, a questão parece que só aumenta, ratificando ser um dos primeiros do Brasil, no índice dos crimes de gênero. A triste realidade tem mais um registro, com mais um homem, já idoso de 77 anos, quase matando queimados, em incêndio criminoso, a ex-esposa/mãe e filhos. O Página Brazil que acompanha este tipo de noticia e mostra muitos casos, na semana passada publicou situação semelhante.

O idoso colocou fogo na casa da ex-mulher, nesta terça-feira (2), em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande ante a situação, que em geral, vem da cultura da superioridade masculina e ou com ela o que ele, como outros homens acham, que  inconformado com a separação, partem para algum tipo de violência e até a morte da mulher, como de toda família.

O homem, além de colocar fogo na casa, ainda ficou do lado de fora esperando com um facão, para que não pudessem sair da residência. O idoso teria chegado à casa da ex-mulher durante a manhã de ontem (2), já colocando fogo na casa e ficou do lado de fora com um facão esperando que o atual marido da mulher saísse.

Segundo o site Porã News, a casa já estava em chamas quando a mulher e os filhos dela conseguiram sair da residência. A vítima passou a gritar por socorro e os vizinhos chamaram a polícia.

Acabou na cadeia

A situação foi ‘resolvida’ e o agressor e agora criminoso, foi levado para a delegacia de polícia.

Comentários